Chefe da Polícia Civil se reúne com prefeito e Secretário de Segurança de Maricá

Com o objetivo de ampliar as ações de segurança pública para Maricá, o prefeito Fabiano Horta (PT), acompanhado do secretário de Segurança Pública, Ordem Pública e Trânsito, Celso Netto, recebeu nesta segunda-feira (15/01), em seu gabinete, o chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Carlos Leba; o corregedor interno da Polícia Civil, Paulo Passos; e o delegado titular da 82ª Delegacia de Polícia, Carlos Henrique Machado. A reunião de trabalho transcorreu a respeito de possíveis cooperações técnicas e do desenvolvimento de áreas ligadas a polícia judiciária.

De acordo com chefe da Polícia Civil, Carlos Leba, a ideia é tentar mais efetivos para região, potencializar convênios e ajustes, no sentido de, futuramente, trazer novas estruturas para Maricá.

“Nossa intenção com esta reunião é aproximar as rotinas e os esforços já empreendidos pela delegacia de Maricá com cenários de desenvolvimento local, atuais e futuros, no sentido de reconhecer na vocação do município as suas complexidades e com isso tentar encontrar novas propostas próprias para Maricá em torno da sua importância”, afirmou Carlos Leba.

Ainda segundo Leba, os ajustes discutidos partem do pressuposto de que as condições de segurança existentes entre o Centro da cidade e as regiões mais distantes merecem uma maior compreensão no sentido de melhorar a acessibilidade e a possibilidade de registro da comunidade. “A possibilidade de minimizar essas distâncias e essas complexidades numa aproximação maior e o reconhecimento do esforço público no sentido de atendê-los são os possíveis desdobramentos deste encontro”, adiantou Leba.

“Foi uma reunião muito produtiva”, avaliou o secretário Celso Netto. “Discutimos questões de segurança pública em todo âmbito do município. Uma vez que só temos uma delegacia na cidade todos nós compreendemos que é necessário um aparato de segurança pública maior para que possamos atender as atuais demandas e o crescimento eminente da cidade, naquilo que ainda está por vir”, explicou. “Além disso, abordamos temas de interesse da sociedade como um todo, interesses da coletividade no que tange uma segurança pública municipal mais eficiente”, completou. “É muito importante frisar que nosso principal intuito é buscar um entendimento, um entrosamento melhor com a Polícia Civil. Queremos dar para a população um atendimento mais rápido, mais amplo e mais eficaz da parte da polícia judiciária”, finalizou Netto.

Notícias Relacionadas