Desafio de futebol Brasil-Japão agita campo do E.C. Maricá

O campo do Esporte Clube Maricá, no Centro, recebeu nesta quinta-feira (20/07) o primeiro dia  da sexta edição do Desafio Internacional de Futebol Brasil-Japão. O evento contou com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes. No primeiro dia de competição participaram oito equipes na categoria sub-15, entre as quais pela primeira vez a japonesa Abelhas Chiba, da cidade de mesmo nome, que acabou derrotada pelo time do Botafogo de Juiz de Fora (MG) pelo placar de 2 a 1. No fim do dia, o time mineiro disputou a final com o recém-criado Maricá Futebol Clube, que se sagrou campeão.

Os japoneses disputaram uma partida amistosa antes de embarcar para São Paulo à noite. No meio dos meninos jogadores, o destaque foi…uma jogadora! Aos 14 anos, a lateral direita Aya Nagai chamou a atenção de quem assistia à partida não apenas por ser menina, mas pela disposição, técnica e tranquilidade que mostrou em campo, qualidades já apontadas pelos comandantes do time. “Ela já joga na seleção do estado de Chiba, é uma das melhores de nosso elenco”, revelou o técnico Ryosuke Furukawa. No fim do jogo, a menina garantiu que não estranha mais estar entre tantos meninos. “Fico à vontade com eles, gosto de jogar. Quero chegar á seleção nacional do Japão”, projeta Aya, que aponta o zagueiro brasileiro Davi Luiz como inspiração.

Pelo sexto ano seguido, um time oriental veio a Maricá pelas mãos de Pedro Carlos Ribeiro da Cunha, carioca radicado no Japão há 21 anos e dono de uma casa em São José de Imbassaí. Ele exaltou o apoio da Prefeitura de Maricá nesta edição e disse que pretender fazer o torneio crescer no próximo ano. “Estamos em contato com equipes do Paraguai e até dos Estados Unidos, além de outros times japoneses. A estrutura que tivemos neste ano foi a melhor que tivemos, e esse apoio continuar poderemos fazer algo bem maior em 2018”, afirmou Pedro.

Outro respaldo com que Pedro Carlos conta é o do coordenador técnico da equipe de base do Maricá F. C. De acordo com Tiago Gonçalves, não é preciso muito para satisfazer aos japoneses. “Eles são pessoas simples, não precisam muito para se sentirem acolhidos. E aqui em Maricá nós abraçamos as equipes que vêm jogar, por isso eles sempre voltam, porque gostaram”, pontuou Tiago. Por sua vez, o secretário de Esportes Filipe Bittencourt garantiu que o apoio virá. “O prefeito Fabiano Horta está disposto a oferecer todo o incentivo a eventos esportivos na cidade. Queremos ampliar o suporte a esse e outros eventos”, ressaltou.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.