Rio de Janeiro,

segunda-feira, setembro 20, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #40

Emprego e renda para população negra de Niterói

Mais lidas

Com o objetivo de promover oportunidades de emprego e renda para a população negra, Niterói lançou o programa Potência Negra. Serão quatro eixos de atuação para aumentar a presença dos negros no mercado de trabalho.

“Serão diversas políticas, como os cursos gratuitos e o selo para empresas. O programa foi construído a partir das demandas apresentadas pela sociedade civil e com ampla participação das organizações”, destacou o secretário de Direitos Humanos, Raphael Costa.

O Programa Potencia Negra possui um conjunto de ações e projetos articulados, baseados em quatro eixos: inserção da juventude no mundo de trabalho, cursos profissionalizantes, empreendedorismo negro e incentivo à diversidade no setor privado.

A inserção da juventude no mercado de trabalho será viabilizada por meio de uma parceria com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), que vai oferecer curso e treinamento para jovens da rede pública de educação sobre questões do mundo de trabalho, como confecção de currículo e comportamento em entrevistas de emprego.

Os cursos profissionalizantes fazem parte de uma parceria com o Sebrae onde serão criadas mais de 10 turmas de cursos em áreas como técnica de vendas e logística. “Reforço o papel fundamental da ONG BemTV e da Frente Papa-goiaba nesse trabalho, no que diz respeito à empregabilidade da juventude negra”, completou Raphael.

“Este programa atende uma grande demanda que é a dor de milhares de negros e negras, que sofrem com o desemprego, a pobreza e o trabalho informal. O Potência Negra vem para articular diversas ações que dialogam entre si, desde a rede escolar até o empresariado, além de criar novos caminhos de oportunidades”, destacou subsecretária de Igualdade Racial, Gloria Anselmo.

O empreendedorismo vai ser estimulado com o cadastro de 50 afro-empreendedores que terão a oportunidade de participar de feiras e cursos. Outro eixo importante é o de incentivo à diversidade no setor privado onde será criado o Selo Acolhendo a Diversidade, concedido a empresas que preencherem requisitos de adoção de medidas que promovam a diversidade étnico-racial.

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os negros representam 72,9% dos desempregados do país, de um total de 13,9 milhões de pessoas nessa situação.

spot_img
spot_img

Últimas noticias