Leia a nossa última edição #73

spot_img
spot_imgspot_img

Falsa vidente que deu golpe em idosa é presa com seu pai em Saquarema

spot_imgspot_img

Mais lidas

Nesta terça-feira (16), dois acusados de envolvimento em golpe, e foragidos da ação “Operação Sol Poente”, foram presos em Saquarema.

Diana Rosa Stanesco e seu pai, Slavko Vuletic, eram os únicos foragidos da ação que prendeu uma quadrilha acusada de prejudicar Genevieve Boghici, de 83 anos, com um golpe estimado em R$725 milhões. Os dois foram levados a Delegacia Especial de Atendimento a pessoa da terceira idade.

O crime teve início em 2020 e contou com o apoio da filha da própria vítima, Sabine Boghici. Genevieve é viúva do colecionador de arte de Copacabana Jean Boghici, que morreu em 2015.

A idosa foi abordada por Diana, uma falsa vidente na saída de uma agência bancária, que teria falado que a filha da mulher estava doente e morreria em breve. De acordo com a investigação, Diana era esposa da filha da vítima.

A vítima transferiu R$9 milhões para o grupo, composto por outros três homens, também integrantes da família cigana. De acordo com os investigadores, Sabine Boghici articulou a quadrilha para o roubo de 16 obras de arte, entre elas, quadros de Tarsila do Amaral, além de joias e dinheiro de Genevieve.

Quando desconfiou da situação e deixou de fazer as transferências, a idosa foi mantida em cárcere privado pela própria filha, dentro do apartamento, onde sofreu ameaças e agressões até abril de 2021.

Ela só conseguiu deixar o imóvel após aproveitar a saída da filha para utilizar a chave reserva.

Segundo a polícia, Sabine e Rosa Stanesco planejaram desviar os bens da idosa com o golpe espiritual.

*estagiária sob supervisão de Lucas Nunes

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img