Lixo hospitalar de pacientes com coronavírus era descartado em terreno baldio de SG

A prefeitura de São Gonçalo informou no fim da tarde desta quinta-feira (07) que, equipes do Meio Ambiente e Limpeza Urbana encontraram lixo hospitalar identificado como de pacientes com Covid-19 internados no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, no Maracanã, sendo descartados em um terreno baldio, no bairro Boa Vista, próximo à BR-101.

Os agentes chegaram ao local após denúncia de uma moradora da Rua Belmiro Braga, que ao passar pela via se deparou com o material. Durante o recolhimento feito pela equipe própria de coleta de resíduos hospitalares, identificaram materiais hospitalares da unidade localizada na cidade do Rio de Janeiro. Luvas, máscaras, lençóis e outros materiais descartados possivelmente utilizados por pacientes se encontravam no local. As sacolas descartadas tinham a identificação do hospital universitário, bem como identificação e número do leito de uma paciente com covid-19 com data de internação no último dia 28/04.

“Todo administrador dos serviços de saúde tem conhecimento da regulamentação sobre o descarte de resíduos. O que aconteceu é irregular e crime ambiental. O descarte desse material é de responsabilidade da unidade de onde saiu. Neste caso, ainda é de outra cidade. Isso é questão de saúde pública. O espaço em que o lixo hospitalar é depositado deve ser preparado para evitar contaminação do solo e problemas para o meio ambiente!”, declara o subsecretário de Limpeza Urbana, Marco Porto.

Em abril, a mesma equipe da empresa Marquise Ambiental já havia recolhido lixo hospitalar abandonado na rua Jurumenha, no Barro Vermelho, identificado como material da unidade particular, Hospital e Clínicas São Gonçalo, no Centro.

Os Geradores de qualquer tipo de resíduo são os responsáveis pela sua destinação final. Sendo obrigatório efetuar o manifesto de resíduo do material, com as informações do gerador, o transportador e o destino do resíduos dentre outras. Todos eles devem estar devidamente licenciados pelos órgãos ambientais competentes. Isso também será apurado através de processo administrativo.

A Secretária de Meio Ambiente informa que vai intensificar o combate a esse tipo de descarte irregular, principalmente durante esse período de pandemia e pede  =apoio aos moradores de São Gonçalo que denunciem  através dos seguintes canais: email [email protected] ou pelo telefone da Ouvidoria – 2199-6374.

Casos de coronavírus em São Gonçalo

De acordo com o boletim atualizado da Secretaria Municipal de Saúde, a cidade de São Gonçalo registrou mais seis óbitos em decorrência do novo Coronavírus (Covid-19), nesta quinta-feira (7), chegando a 44 no total. As vítimas são cinco homens, 57, 67, 69, 74 e 81 anos, e uma mulher de 86 anos.

Ao todo, São Gonçalo contabiliza 4087 casos suspeitos, 359 confirmados, 424 descartados, 49 curados e 44 óbitos. O Rocha e o Colubandê são os bairros que apresentam maior número de infectados, com 14 cada.

 

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.