Niterói e Maricá não repassam R$ 90 milhões para o Estado

O Protocolo de intenções que previa a doação de R$ 90 milhões, assinado pelos prefeitos de Niterói, Rodrigo Neves, e de Maricá, Fabiano Horta, no dia 3 de abril, não saiu do papel. De acordo com o estabelecido, cada uma das cidades doariam o valor de R$ 45 milhões para São Gonçalo.

A verba, que seria usada na construção do Hospital de Campanha da cidade. A intenção era evitar uma sobrecarga no sistema de saúde das duas cidades doadoras. Mas, o repasse acabou não ocorrendo por falta de um plano de execução dos serviços.

A Prefeitura de Niterói esclareceu que não repassou para a Secretaria Estadual de Saúde a verba de R$ 45 milhões para a construção de um hospital de campanha em São Gonçalo porque não foi apresentado um plano de trabalho detalhado de execução de serviços, o que era prerrogativa para a liberação.

A Prefeitura de Maricá informou que até o momento não recebeu o plano de ação do estado para a implantação das unidades previstas em São Gonçalo no convênio assinado juntamente com Niterói. Em função disso não houve qualquer liberação de recursos do convênio.

Já o governo do Estado, através da secretaria de Estado de Saúde, disse através de nota, que o projeto está em fase de ajustes e frisa que a ausência do programa de trabalho, ainda não concluído, não seria um impedimento aos repasses e que podem ser feitos pelas prefeituras de Niterói e Maricá a qualquer momento.

Notícias Relacionadas