Pacientes graves com Covid-19 poderão participar de testes com cloroquina em Niterói

Na próxima terça-feira (14), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) iniciará um teste com pacientes graves do coronavírus. Ao todo, 400 pacientes de Niterói, Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Campo Grande (MS) e São José do Rio Preto (SP) receberão tratamento com cloroquina. Em Niterói, as dosagens serão aplicadas nas unidades de saúde municipais que são referência para o tratamento da doença, os hospitais Carlos Tortelly e o recém-inaugurado Oceânico.

De acordo com a Fiocruz, o medicamento será utilizado somente em pacientes que autorizarem o tratamento. A pesquisa analisará a reação da cloroquina administrada conforme as dosagens. Dois grupos distintos de pacientes serão acompanhados por pesquisadores que atuarão em conjunto com a equipe médica das unidades. Em caso de reação adversa ao medicamento, o teste será suspenso com o paciente.

Os testes acontecerão no âmbito do estudo internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS), que a Fiocruz está liderando no Brasil. Outros ramos da pesquisa preveem o uso de remdesivir, lopinavir + ritonavir, lopinavir + ritonavir + interfiron 1A.

Como esse estudo vai permitir análises ao longo do processo, alguns ramos de pesquisa podem vir a ser eliminados caso não demonstrem eficácia ou apresentem excesso de toxicidade. Novos medicamentos podem ser incorporados caso apresentem resultados promissores vindo de outros estudos.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.