Leia a nossa última edição #73

spot_img
spot_imgspot_img

Petrópolis: investimento de R$ 150 milhões em obras emergenciais

spot_imgspot_img

Mais lidas

O governador Cláudio Castro se reuniu com o secretário de Infraestrutura e Obras, Max Lemos, Max Lemos, na última sexta-feira (18/02), na sede do 15º Grupamento do Corpo de Bombeiros, e autorizou um investimento de R$ 150 milhões para obras emergenciais em Petrópolis. Um levantamento técnico feito pela Seinfra identificou cinco áreas prioritárias para receber as primeiras intervenções após as chuvas que causaram tragédia na cidade serrana.

Entre as áreas que devem ser beneficiadas estão: a Rua 24 de Maio, com obras de contenção e movimentação de terra. Na Rodovia Washington Luiz, será feita contenção da margem do canal e a repavimentação de uma ponte. Na Praça Conde D’eu, os técnicos identificaram a necessidade de contenção, drenagem e recuperação de vias.

Na Rua Teresa, obras de contenção de encostas. Nesta primeira lista tem ainda trabalhos no Túnel Extravasor do Palatinado, que teve sua galeria rompida, interditando parcialmente algumas vias.

“Precisamos reconstruir a cidade, mas principalmente, evitar que mais tragédias aconteçam. Já identificamos pontos críticos, com grandes riscos de novos desastres e precisamos acelerar. O Governo do Estado está ao lado dos cidadãos petropolitanos neste momento difícil”, destacou o governador Cláudio Castro. 

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Obras, o objetivo é fazer os recursos chegarem o mais rápido possível. “Estamos aqui há três dias e sabemos da dificuldade de cada morador, mas precisamos avançar. Já detectamos as primeiras áreas de riscos e vamos dar celeridade para que esses recursos cheguem de forma imediata aos locais mais necessitados”, comentou Max Lemos.

“Estamos terminando o primeiro levantamento para em seguida preparar os primeiros projetos e iniciar o quanto antes essas obras tão necessárias e importantes”, completou Lemos.

Maquinários ampliados e reforço na equipe – Ao longo da última quinta-feira, Max Lemos e o prefeito Rubens Bomtempo definiram novas estratégias de atuação e a ampliação dos serviços, que contemplam a limpeza e desobstrução de vias. Além disso, resgate de sobreviventes, busca por vítimas e identificação de locais de riscos que precisam de interdição e obras emergenciais estão por todo o município. 

Mais de 200 equipamentos são utilizados na operação: 45 retroescavadeiras, 8 escavadeiras hidráulicas, 58 caminhões, 37 picapes, 25 caminhões pipas, 14 vacaals, 8 bobcats, 5 munks, 3 pranchas simples, 10 pranchas pesadas e seis vans. 

As equipes estão atuando com máquinas e caminhões nos seguintes bairros: Estrada da Saudade, Comunidade Vitória, Batailard, Vila Felipe, Coronel Veiga, Curva do S, Centro Histórico, Correias, Castelândia, Morin de Baixo, Morin de Cima, Alfredo Batista, Rua Teresa (altura do número 608), Rua Flávio Cavalcanti,  Rua Maximiano Neuman. O local escolhido pela prefeitura para colocar os resíduos retirados dos locais atingidos é um terreno municipal no bairro Caititu. 

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img