Pousadas de Maricá passam por reestruturação para receber mais hóspedes

A demanda por hospedagens em Maricá cresceu muito nos últimos anos por conta dos investimentos realizados pelo poder público e o desenvolvimento do município. Dados de dezembro de 2019 do Maricá Convention & Visitors Bureau, mostram que as reservas para as festas de fim de ano já passam de 80% da capacidade total de quartos ofertados no município.

Através do Plano Municipal de Desenvolvimento Turístico Sustentável – Maricá 2030, a prefeitura iniciou uma estruturação da oferta turística, de atrativos e dos equipamentos.

No meio desse processo de nova padronização, três pousadas do município, Pousada Di Paola (Ponta Negra), Solaris (Boqueirão) e Ponta Negra (RJ-106) já estão se preparando para avanços na gestão, modernização, melhorias no receptivo e reestruturação das acomodações através da parceria com a startup indiana OYO, especialista em hotéis.

“Para a cidade é importante que tenhamos novas pousadas padronizadas e de qualidade. Isso vai ao encontro de todo trabalho que estamos fazendo em Maricá. Desde 2017, mostramos aos empresários a importância de modernização e estruturação de seus estabelecimentos. Temos um calendário gerador de fluxo turístico e também um crescimento na demanda do turismo corporativo que necessitam de mais quartos disponíveis e de qualidade”, afirma José Alexandre Almeida, secretário de Turismo.

A empresa inclui os hotéis em sua base de dados Booking e envia funcionários ao local para adaptar as instalações a um padrão mínimo de qualidade. As exigências vão desde o acesso à internet e a oferta de banho quente até a qualidade das roupas de cama e do café da manhã. Depois de dar a nova roupagem, os hotéis passam a fazer parte da rede, adotando a marca OYO.

A importância de estruturar os estabelecimentos foi um dos temas abordados pelo Seminário Hospedar Maricá que faz parte do plano de qualificação e capacitação de gestores ligados ao setor do Maricá 2030.

Foi realizado um levantamento de dados da oferta e estabelecimentos e orientação sobre novas formas de comercialização online dos meios de hospedagem e estruturação dos quartos.

“Todo turista quando vai procurar um local para visitar começa pela hospedagem. Por isso, ter na cidade bons equipamentos para receber com qualidade é importante. O Maricá C&VB auxilia nesse papel de qualificação e orientação dos empreendedores com o objetivo de melhorar o receptivo da cidade”, disse Paulo Santos, presidente do Maricá Convention & Visitors Bureau.

O Projeto Hospedar, em parceria com a Secretaria de Trabalho e o Senai, também formou centenas de pessoas em cursos de qualificação de Gestão de Pousadas, Recepcionista de Meios de Hospedagem e Comportamento Hospitaleiro.

Notícias Relacionadas