Presidente da associação internacional de parques tecnológicos visita Maricá

O município de Maricá recebeu no dia 01/02 a visita do presidente da Associação Internacional de Parques de Ciência e Áreas de Inovação (Iasp), o espanhol Josep Piqué. Depois de se reunir com o prefeito Fabiano Horta e vários secretários no Paço Municipal, Piqué percorreu a cidade para conhecer as principais características, visitou o aeroporto e, sobretudo, a área em Ubatiba onde ficará instalado o futuro Parque Tecnológico de Maricá, iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, com execução pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá  (Codemar), já em andamento a partir de convênio com a Associação Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP).

“Ao todo, temos 400 parques científicos, tecnológicos e áreas de inovação em todo mundo, participando da associação”, disse Piqué, que presidiu o conhecido distrito de inovação de Barcelona, o @22, uma área que nos últimos 15 anos, segundo ele, passou da degradação para um quadro de potência econômica, com 8 mil empresas instaladas e 90 mil pessoas trabalhando. “Recebemos uma delegação de Maricá durante a Smart City Expo, ano passado, e mostramos essa experiência. Me coloquei à disposição para ajudar a cidade”, descreveu ele, que atuou também na prefeitura de Barcelona como conselheiro de desenvolvimento econômico. A Smart City Expo reuniu experiências das chamadas Cidades Inteligentes.

Fotos: Clarildo Menezes
   Piqué veio a Maricá a convite do Secretário de Desenvolvimento Alan Novais

“O grande acerto de Maricá é entender a oportunidade e a responsabilidade que envolve essa transformação”, avaliou Piqué. “Não é só apostar em um parque tecnológico em Maricá, mas apostar no desenvolvimento de uma economia e uma sociedade baseada em conhecimento, o que exige transformações urbanísticas, desenvolvimento econômico e social”, acrescentou.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico Alan Novais, a visita foi importante porque demonstra que o Parque Tecnológico de Maricá já nasce conectado internacionalmente. “Isso facilitará o intercâmbio e a atração de empresas para nossa cidade, além de uma troca de experiências que vai nos proporcionar avançar tecnologicamente com conhecimentos e pesquisas”, destaca.

Notícias Relacionadas