Vereadores querem multa para o Banco do Brasil por conta de fechamento total durante o carnaval em Maricá

Foto: Ascom Câmara de Maricá
Foto: Ascom Câmara de Maricá

O fechamento da agência do Banco do Brasil com tapumes durante o carnaval e o serviço prestado pela concessionária de energia Enel (antiga Ampla) revoltou os vereadores de Maricá que repercutiram os problemas durante a primeira sessão legislativa de 2018 nesta segunda-feira (19/02). Correntistas do banco foram surpreendidos no Carnaval com o fechamento integral da agência do Banco do Brasil, no Centro. Além da agência, os caixas eletrônicos ficaram bloqueados para acesso da população. Vereadores querem penalidades para o Banco do Brasil. Segundo os parlamentares, é inaceitável uma agência bancária fechar por dias sem aviso prévio.

“A questão da Enel e BB, só vamos resolver esse problema com multa. Temos que ir lá e multar. Temos que fazer ação com a Secretaria de Fazenda e PROCON”, comentou Aldair de Linda.

O vereador e presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, Marcinho da Construção (DEM), afirmou que os bancos já foram notificados. “O próximo passo agora é a multa. Amanhã (20) teremos reunião com o Procon e com o procurador do município. Os bancos vão receber multas”.

Enel

Os parlamentares em sua maioria reprovaram novamente o serviço prestado pela Enel. Eles afirmaram que há frequentes piques de energia, além de aumentos abusivos nas contas de luz.

“Nesse mês de janeiro, milhares de contas tiveram aumentos abusivos em até 200%. Fizemos um abaixo-assinado e temos assinaturas de pessoas que pagavam R$ 60 reais e agora pagam R$ 120. Montamos uma comissão para isso, mas não podemos deixar esse tipo de coisa continuar em nossa cidade”.

Notícias Relacionadas