100 dias de governo: Itaboraí supera desafios e passa por transformação

100 dias de governo. Foto Divulgação PMI

Após os primeiros 100 dias de gestão, o prefeito de Itaboraí, Marcelo Delaroli destacou como base desta nova gestão a superação. Sem contar com vários contratos essenciais para prosseguir com a gestão municipal, Delaroli decretou calamidade administrativa para rever todos os contratos vigentes da gestão anterior. A medida teve objetivo de ajustar as contas municipais e solucionar os problemas encontrados, principalmente, dentro da saúde pública, obras, educação, cemitérios e até na prestação de serviços diários da Prefeitura, como limpeza urbana.

“Unidade, superação e, principalmente, transformação são palavras que definem o início do nosso governo. Pegamos uma prefeitura distribuída e a gente teve que superar esses desafios em meio ao enfrentamento da pandemia do Covid-19. Superando os problemas para melhorar a vida do povo de Itaboraí em diversas iniciativas, entre elas, os mutirões nos serviços públicos, a usina de asfalto, reformar o São Judas Tadeu com mais leitos”, disse o prefeito de Itaboraí, Marcelo Delaroli.

O decreto estabeleceu ainda que as secretarias foram autorizadas a adotar medidas excepcionais para racionalização e otimização dos recursos operacionais e de pessoal, para não interromper os atendimentos essenciais. Essa foi uma das atitudes de austeridade e contingenciamento tomadas pelo chefe do Executivo, Marcelo Delaroli. Além de criar a Comissão de Auditoria e Fiscalização, responsável por levantar todas as folhas de pagamento dos servidores ativos e fazer ajustes fiscais nos contratos. Em reunião com toda sua equipe, o prefeito determinou ainda a redução de 20% dos custos com cargos em comissão.

Mais de R$ 20 milhões de investimentos federais

Durante as primeiras semanas de gestão, o prefeito de Itaboraí, Marcelo Delaroli, foi à Brasília buscar investimentos para o município. O chefe do Executivo itaboraiense se reuniu com os senadores, os deputados da bancada do estado do Rio de Janeiro e nos ministérios. Os senadores Carlos Portinho e Romário destinaram R$5,9 milhões para a saúde. Já com os deputados federais, Marcelo Delaroli conseguiu R$14,9 milhões de recursos destinados para Saúde, Segurança, Agricultura, Educação e obras de infraestrutura. Ao todo, foram R$20,8 milhões que serão investidos no município.

“Com muito esforço, no Congresso Nacional, conseguiremos atender às solicitações destinando recursos que proporcionem melhorias na qualidade de vida dos itaboraienses. Estamos frequentemente em contato com nossos parlamentares, solicitando repasse de emendas e auxílio nos processos junto aos ministérios. Assumi a cidade com inúmeras dificuldades e os repasses são de extrema importância para transformar Itaboraí”, apontou o prefeito de Itaboraí.

Notícias Relacionadas