Ação contra pesca ilegal em Piratininga termina com 13 presos

Divulgação PCERJ Divulgação PCERJ

Uma ação rápida da Polícia Civil a agentes do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), em Itaipu, terminou na prisão de 13 pessoas, no início da noite desta quarta-feira (20).  O grupo realizava uma pesca ilegal dentro da Reserva Extrativista Marinha de Itaipu (RESEX Itaipu), na Praia de Piratininga, Região Oceânica de Niterói.

De acordo com a Polícia Civil, duas embarcações foram fiscalizadas e levadas ao cais de Jurujuba. Os tripulantes receberam voz de prisão em flagrante pelo Artigo 34 da Lei de Crimes Ambientais. O local onde os barcos estavam é uma Unidade de conservação e as embarcações estavam realizando a atividade de pesca industrial dentro da área onde essa modalidade é proibida.

Segundo os agentes do INEA, dentro dos limites da RESEX só é permitida a pesca amadora e a artesanal praticada por pescadores de forma tradicional, sendo proibida a pesca industrial, a pesca predatória e o descarte de água de lastro ou óleo.

A delegada titular da Delegacia de Itaipu (81ª DP), Raissa Celles, que coordenou a ação, disse que a ação evitou um grande impacto ambiental na região.

“Devido a rápida ação da policia civil e dos agentes do INEA, que interviram logo após o início das atividades de pesca, evitou-se a mortandade de milhares de peixes, o que causaria grande impacto na vida marinha da Baía de Guanabara”.

O caso foi registrado na delegacia de Itaipu.

Veja o vídeo:

 

Notícias Relacionadas