Rio de Janeiro,

quinta-feira, junho 24, 2021
spot_img

Leia a nossa última edição #37

Aeroporto de Macaé terá novo terminal; construção começa no próximo ano

Mais lidas

Concessionária do Aeroporto de Macaé, o grupo Zurich Airport Brasil anunciou que irá investir R$ 160 milhões na construção de um novo terminal e extensão da atual pista. A construção começa no próximo ano e deve ficar pronta em 2023.

“Com o novo terminal, teremos a infraestrutura perfeita para operações offshore e também para o desenvolvimento turístico da região”, acredita Ricardo Gesse, CEO da Zurich Airport Brasil. “Realizamos projetos, buscando deixar um legado de desenvolvimento e de investimento sólido nas comunidades onde estamos inseridos. Foi assim em Florianópolis e será assim em Macaé”, completou.

De acordo com a concessionária, o novo terminal contará com aproximadamente seis mil metros quadrados, que estarão alinhados com a modernidade dos outros complexos aeroportuários da empresa no Brasil, que ficam em Florianópolis e Vitória. O Aeroporto de Macaé será gerido pelo grupo de investidores suíços até dezembro de 2049.

Dentre as melhorias, está a construção de estruturas metálicas, acabamentos em madeira e forros com acústica, possibilitando maior conforto nas áreas de permanência. O projeto contempla, ainda, um espaço para novos players comerciais e extensão da atual pista.

Outro objetivo é se consolidar ainda mais como principal do Brasil em atendimento das operações offshore. Com o novo terminal, o setor terá uma infraestrutura ainda melhor, com a maior capacidade de pátio da região, mais conforto e mais serviços, como inspeção prioritária e atendimento VIP de embarque e check-in exclusivo.

“O objetivo é ser o aeroporto referência no mercado offshore no Brasil. Temos a expertise internacional do grupo Zurich Airport, aliada ao conhecimento local, com um novo terminal e numa cidade que tem excelente infraestrutura”, destacou Gesse.

Como parte do fomento econômico e de atenção à sustentabilidade, a nova estrutura potencializa o desenvolvimento imobiliário da região, contribuindo para uma dinâmica urbana mais adequada, e mantém extensa área de vegetação protegida.

spot_img

Últimas noticias