spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #70

spot_img
spot_imgspot_img

Ainda em estado grave, baleado em sequestro na Rodoviária Novo Rio não passará por nova cirurgia

spot_imgspot_img

Mais lidas

Apesar de ainda estar em estado grave, Bruno Lima da Costa Soares, de 34 anos, não precisará passar por uma nova cirurgia no coração. Ele foi baleado durante o sequestro de um ônibus na rodoviária do Rio de Janeiro, na tarde da última terça (12).

Segundo o último boletim médico, o quadro é crítico, porém estável, com suporte de terapia intensiva. Ele foi alvejado por três tiros, que atingiram o coração, pulmão e baço.

“A avaliação da equipe médica é que Bruno não precisará de intervenção cardíaca. Desta forma, por orientação da nossa equipe e com autorização da família de Bruno, o paciente já foi transferido para um hospital geral, onde seu tratamento terá prosseguimento”, diz nota emitida pelo Instituto Nacional de Cardiologia (INC), hospital de referência para cirurgias cardíacas de alta complexidade.

Bruno tinha sido transferido para o INC na terça-feira, após passar por cirurgia no Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio, logo após ser socorrido. Ele precisou receber seis bolsas de sangue na unidade municipal.

Após a internação, o Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro (Sindipetro RJ), a empresa que administra a rodoviária e a Viação Sampaio, que teve o ônibus sequestrado, fizeram mobilizações para levar trabalhadores ao Hemorio, hemocentro coordenador do estado, para doarem sangue.

*com informações da Agência Brasil

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img