Aldair de Linda quer criar mobilização em prol da construção do Porto de Jaconé para gerar empregos em Maricá

O presidente da Câmara de Maricá, Aldair de Linda (PT), quer criar um grande movimento na cidade em prol da construção do Porto de Jaconé. Aldair convocou os colegas vereadores, durante a sessão da Câmara de Vereadores desta quarta-feira (07/08), para organizar um grande ato para sensibilizar a Justiça e demais autoridades da importância da liberação da construção da obra.

A preocupação de Aldair de Linda é com a geração de emprego na cidade. A construção do Porto de Jaconé deve gerar em torno de 13 mil empregos.

“Temos que fazer um movimento pacífico. Parar a rodovia Amaral Peixoto, pelo menos uma faixa, para chamar a atenção das autoridades. O desemprego é grande na cidade. Recebo centenas de pedidos de emprego todos os dias. Temos que fazer uma grande mobilização. Não podemos ficar de braços cruzados”, afirma Aldair.

A intenção de Aldair é reunir cerca de 10 mil pessoas no movimento. Os vereadores Chiquinho (PP), RobGol (PT) e Rony Peterson (PR) manifestaram apoio à iniciativa do Presidente da Casa.

A obra

Um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) tenta embargar o empreendimento por conta de uma formação rochosa localizada na região de construção do porto. São os chamados ‘beachrocks’- pequenas pedras próximas à orla da praia de Jaconé.

O empreendimento já possui a licença ambiental para iniciar as obras, mas depende da licença de instalação que é objeto de discussão judicial.

Técnicos do Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio (DRM) já emitiram pareceres favoráveis à construção, já que os ‘beachrocks’ não são pedras características apenas da região e não sofreriam o impacto alegado pelo MPRJ.

O empreendimento Porto de Jaconé fica a 200 km em linha reta dos poços de petróleo da Bacia de Santos e 35 km do Comperj. O local é privilegiado pelo calado natural, ou seja, profundidade, cerca de 30 metros, que permite a atracação de navios petroleiros.

O TPN poderá transferir 850 mil barris/dia e 1 milhão de contêineres por ano. O porto terá investimentos de quase dois bilhões de dólares do capital privado. Este será o maior porto onshore do país e poderá gerar mais de 10 mil empregos.

Notícias Relacionadas