Após afastamento de Witzel, Polícia Federal cumpre mandados na Alerj e outros

Foto: Pilar Olivares/Reuters

Após o afastamento do Governador Wilson Witzel do cargo, agentes da Polícia Federal estão nas ruas para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão.

Os alvos são agentes públicos, políticos e empresários supostamente envolvidos no esquema de desvios na saúde liderado pelo governador.

Entre os alvos de prisão está o presidente do PSC, Pastor Everaldo, já preso, o advogado Lucas Tristão, ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Witzel, e o médico e ex-prefeito de Volta Redonda Gothardo Lopes Netto.

Há mandados de prisão também contra os empresários Mário Peixoto e os sócios Alessandro Duarte e Cassiano Luz, porém, eles já se encontram presos alvos da operação Favorito, realizada em maio.

Há ainda mandados de busca e apreensão contra a primeira-dama, Helena Witzel, contra o presidente da Alerj, André Ceciliano, e no Palácio Guanabara, sede do governo.

A Polícia Federal realiza buscas também na prédio administrativo da Alerj e no gabinete da presidência.

Com o afastamento de Witzel, quem assume o Governo do Rio é o vice Cláudio Castro.

*Em atualização

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.