Rio de Janeiro,

terça-feira, junho 22, 2021
spot_img

Leia a nossa última edição #37

Associação Pestalozzi de Maricá pede ajuda para continuar atendimentos

Mais lidas

A Pestalozzi é uma organização filantrópica sem fins lucrativos que atua há mais de 35 anos em Maricá, atualmente a instituição atende 88 crianças e adolescentes, mas o número de assistidos pode diminuir por consequência da baixa arrecadação financeira, ocasionada pelo impacto da pandemia de coronavírus.

A Presidente da Pestalozzi de Maricá, Maria Aparecida, relata que ao longo de vários anos de trabalho, teme que pela primeira vez tenha que diminuir o número de profissionais e consequentemente o número de atendimentos. “A esperança para os assistidos precisa continuar crescendo, é preciso investir nas potencialidades dessas pessoas”, disse Maria Aparecida.

É possível ajudar financeiramente a instituição de diferentes maneiras, como realizar transferência bancária (agência 1244, conta 1166-0, CNPJ 27.789.833/0001-30); doar através do PIX da Pestalozzi cadastrado no CNPJ; entrar em contato através do número de telefone (21) 2637-8836 e tornar-se um associado contribuindo mensalmente; ou aceitar contribuir através da ligação da equipe de telemarketing. Caso haja interesse, também é possível conhecer a Pestalozzi Maricá na Rua Doutor Pedro Cunha, 1148, em Araçatiba e contribuir presencialmente, ou até mesmo com serviço voluntário.

Durante mais de sete anos, a mãe Vera Martins buscou alternativas para auxiliar o desenvolvimento de sua filha Rhavana Martins, uma jovem de 17 anos com autismo. Nessa trajetória, vários profissionais de diferentes cidades do estado do Rio de Janeiro fizeram parte do dia a dia delas, mas não ocorreu o desenvolvimento da jovem. Quando a esperança estava quase perdida, o trabalho da Pestalozzi Maricá apareceu como uma luz no final do túnel, como relata a própria mãe.

 “A Pestalozzi ensinou a minha filha a demonstrar o amor. A minha filha não abraçava e nem beijava. A minha filha não falava ‘mãe, eu te amo’. E isso é um sentimento que toda mãe quer ter. E agora, eu posso sentir isso, graças a ajuda da Pestalozzi”, relatou a Vera.

A Pestalozzi realiza atendimento para recém-nascidos de risco; crianças e adolescentes de até 18 anos com deficiência (física, intelectual e autismo).

spot_img

Últimas noticias