Aulas na rede estadual de ensino permanecem suspensas

C.E. Domício da Gama, no Flamengo, em Maricá/RJ. | Foto: Reprodução / Google Maps

Um novo decreto do governador Wilson Witzel no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro (DOERJ) mantém suspensas as aulas nas redes estadual, municipal e privada até 21/07. Vale lembrar que a suspensão poderá ser prorrogada para depois dessa data.

De acordo com o secretário de Estado de Educação Pedro Fernandes, os critérios para uma possível volta estão sendo definidos. Ele adiantou que, dentre os protocolos que serão seguidos, estão o distanciamento social, testagem de profissionais de educação, dentre outros.

“A educação será o último setor a voltar. Escola é diferente de um shopping, um restaurante, onde você consegue manter o distanciamento social. É difícil controlar um aluno, impedir que ele abrace o outro, cumprimente o outro, muitas salas de aula não são arejadas, 80% dos nossos servidores tem mais de 45 anos, por isso é uma decisão diferenciada”, disse Pedro durante entrevista à TV Globo na manhã desta terça-feira (07).

Outras regras foram definidas para o funcionamento das unidades. O uso de máscaras será obrigatório, bem como disponibilização de álcool gel. As escolas terão, ainda, termômetros para fazer a aferição de temperatura, caso necessário.

Alunos que apresentarem sintomas serão proibidos de frequentar às aulas, e dentro das salas de aula será implantado o distanciamento entre as cadeiras. “Cada escola poderá construir sua estratégia pedagógica, já que as realidades entre elas são diferentes”, comentou o secretário.

Pedro afirmou, ainda, que as aulas só retornarão quando o estado avançar ao estágio verde, critério definido pela Secretaria de Estado de Saúde.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.