Barreiras sanitárias impedem mais de 750 veículos de entrarem em Maricá

Barreira sanitária Maricá Foto: ErreJota Notícias

A Secretaria de Ordem Pública e Gabinete Institucional de Maricá (SEOP) divulgou nesta segunda-feira (29) um balanço da movimentação das barreiras sanitárias durante o primeiro fim de semana de funcionamento, após a decretação da Bandeira Laranja de combate à Covid-19. Nos oito locais de fiscalização, foram abordados no total 23.692 veículos, dos quais 780 tiveram de retornar por não apresentarem comprovação de residência na cidade.

O dia de maior movimento nas barreiras foi o primeiro, na sexta-feira (26), quando 8.995 veículos foram abordados. Nos três dias, o ponto mais movimentado foi na barreira montada na Estrada dos Cajueiros, que chegou a ter 2.393 veículos abordados no sábado (27). O domingo foi o dia com maior retorno de carros, com 325 deles sem comprovante.

As tendas com os agentes retornam na quinta-feira (01), em razão do feriado da Semana Santa. Assim como no último fim de semana, o acesso só será permitido se for comprovada a residência no município. A secretaria de Ordem Pública e Gabinete Institucional (Seop) recomenda que mesmo os moradores que não pretendem sair da cidade levem consigo algum comprovante, ainda que os deslocamentos sejam curtos.

Um efetivo de aproximadamente 190 agentes atuou nas ruas desde sexta-feira para garantir o cumprimento das determinações do decreto anunciado pelo prefeito Fabiano Horta na terça-feira (23), que pôs a cidade na Bandeira Laranja de prevenção à Covid-19. As oito barreiras sanitárias foram instaladas em Ponta Negra (próximo ao acesso a Jaconé), Bambuí (na Avenida Antônio Callado), Serra do Lagarto, Ubatiba (junto ao módulo de segurança), Barra de Maricá (rotatória de Zacarias) e em três pontos de Itaipuaçu (rotatória da Avenida Gilberto Carvalho, Estrada dos Cajueiros e Recanto).Além das ações nas barreiras, veículos e agentes da Secretaria de Proteção e Defesa Civil percorreram a orla das praias, que estão fechadas, e retiraram aqueles que insistiam em burlar as medidas.

A equipe da Coordenadoria de Postura da Secretaria de Transporte e Ordenamento de Solo Público também realizou fiscalizações em estabelecimentos comerciais no mesmo período. De acordo com o órgão, cerca de 20 bares e restaurantes foram notificados por estarem funcionando irregularmente, além de pousadas onde ocorriam festas clandestinas .Nestes locais, as atividades ilegais tiveram de ser interrompidas imediatamente. Ainda segundo a coordenadoria, ambulantes encontrados nas ruas receberam advertência verbal e foram orientados a não retornar às atividades, sob pena de sanções administrativas.

Notícias Relacionadas