Câmara de Maricá aprova doação para construção de hospital de campanha em SG

Após muita polêmica e disseminação de Fake News pelas redes sociais, a Câmara de Maricá aprovou, nesta quarta-feira (01), a abertura de crédito especial de R$ 45 milhões para a adoção de medidas de gestão associada do serviço público de saúde. O valor será transferido para o Fundo Estadual de Saúde e será aplicado em um Hospital de Campanha em São Gonçalo.

A unidade será montada pelo Governo do Estado ao lado do Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê, em São Gonçalo. Além de Maricá, Niterói também doará o mesmo valor para a montagem. No local, haverá 200 leitos, sendo 40 de tratamento intensivo. “As pessoas precisam entender que essa é uma doença global. Não tem fronteiras. O pessoal de São Gonçalo frequenta muito Maricá. Por que não ajudar?”, comentou o presidente da Câmara Aldair de Linda.

Ao contrário dos boatos que vinham circulando na cidade, o valor não sairá do Fundo Soberano de Maricá (FSM). “Não vai ser utilizada verba do FSM. Será receita corrente de royalties”, explicou Aldair.

A previsão é que a unidade de campanha fique pronta até 30 de abril. “Todo o empenho do Governo do Estado é para que essas estruturas fiquem prontas dentro do prazo programado. Os hospitais de campanha serão fundamentais no atendimento à população no momento mais crítico da pandemia no estado”, afirmou o governador Wilson Witzel.

Em nota, a Prefeitura de Maricá afirmou que a medida foi um pedido do Governo do Estado e que Niterói doará o mesmo valor. Segundo o texto, a verba será utilizada na construção de hospitais de campanha na cidade vizinha. “Além de extremamente populosa, enfrenta graves problemas de falta de recursos para fazer frente à pandemia do coronavírus”, esclarece.

A nota ratifica que o valor sairá de recursos correntes e não do Fundo Soberano de Maricá (FSM).

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Maricá, o repasse é de extrema importância não só para a cidade vizinha, com mais de 1 milhão de habitantes, mas também para o município. “A ajuda a São Gonçalo permitirá que a cidade se estruture para atender seus eventuais pacientes com Covid-19 e isso evitará que possa crescer a migração dessas pessoas em busca de atendimento em Maricá e Niterói como acontece hoje”, explica a secretária Simone Costa.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.