Canal da Barra de Maricá é aberto; Inea fiscaliza operação

Foi concluída na madrugada desta quinta-feira (05) a abertura do Canal da Barra de Maricá. A medida tem por objetivo o escoamento das águas da lagoa em direção ao mar. Representantes do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) estão no local fiscalizando a operação.

A medida se fez necessária após a constatação do nível do complexo lagunar de Maricá estar acima do aceitável em relação ao mar. O nível natural da lagoa, de acordo com a Autarquia de Serviços de Obras de Maricá (Somar), é de 15 cm e, devido às fortes chuvas dos últimos dias, a régua mostrou que a lagoa chegou aos 65 cm acima do nível do mar.

Durante entrevista ao ErreJota Notícias nesta terça-feira (04), o presidente da Somar, Renato Machado, citou alguns dos transtornos que a cheia das lagoas estavam causando. “Em Ponte Preta, Caju e Jacaroá, algumas ruas já estão niveladas com a lagoa. Em Araçatiba, por exemplo, a água está bem perto do calçadão. Em São José, o nível de escoamento das manilhas de águas pluviais com as lagoas estava quase sendo interrompido”, listou.

Entre 04h e 10h45h desta quarta, cerca de seis centímetros já abaixaram. Segundo a Somar, a expectativa é em três a quatro dias baixar até 40 cm, estabilizando a vida do sistema lagunar.

Para o biólogo do Inea que estava fiscalizando a abertura, João Arthur Carvalho, não há impacto ambiental negativo nesta operação. “Foram 25 dias de chuva. Maricá está trazendo um benefício enorme para a população. A interferência na lagoa é para o bem, não há mal nenhum na abertura do canal. Há renovação de vida marinha, peixes estão entrando, a água está sendo oxigenada”, comentou.

O prefeito Fabiano Horta esteve no Canal da Barra nesta quinta (05) e comentou a necessidade da intervenção. “Fevereiro foi chuvoso como nunca e tivemos que abrir a lagoa, pois ela já estava extravasando em alguns trechos. Além disso, a lagoa estava retendo muita água que chega de canais secundários e periféricos da cidade, o que faz com que alagamentos aconteçam em bairros da cidade”, pontuou.

Horta disse que a abertura poderá acontecer novamente nos meses seguintes. “Os meses de março e abril devem ser meses preocupantes e, se a gente precisar fazer a reabertura do Canal, estaremos aqui para fazer e evitar alagamentos na cidade”, concluiu.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.