Casos de sarampo voltam a crescer em Niterói

O último boletim divulgado pela secretaria de Saúde do Estado mostra que os casos de sarampo voltaram a crescer em Niterói, passando de 21 no domingo para 27 nesta segunda-feira.

De acordo com a secretaria, um milhão de pessoas já foram vacinadas no Estado. O marco pode impressionar, mas representa apenas um terço da meta de 3 milhões da Secretaria de Estado de Saúde (SES) para proteger o Rio de Janeiro contra o sarampo.

Em campanha contra a doença desde 13 de janeiro, a SES tem mobilizado os 92 municípios do estado para convocar a população a se vacinar e já promoveu dois Dias D – o último, nesse sábado (7).

Em 2020, foram confirmados 276 casos de sarampo no estado do Rio de Janeiro, distribuídos nos municípios de Armação de Búzios (2), Barra do Piraí (1), Belford Roxo (15), Duque de Caxias (53), Japeri (1), Maricá (1), Mesquita (2), Nilópolis (4), Niterói (27), Nova Friburgo (16), Nova Iguaçu (30), Paty do Alferes (1), Petrópolis (3), Queimados (2), Rio Bonito (4), Rio de Janeiro (91), São João de Meriti (17) e Teresópolis (6). No ano passado, foram registrados 470 casos da doença.

A faixa etária recomendada para a vacinação é de 6 meses de idade até 59 anos, mas as crianças fazem parte do grupo mais vulnerável, representando cerca de 60% dos casos.

O secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, ressalta que a vacinação será decisiva para conter os números de casos no Rio de Janeiro e que não é momento para negligência.

“Com o coronavírus em evidência, as pessoas acabam prestando menos atenção ao sarampo, mas precisamos ser realistas. Enquanto o Covid-19 registra apenas casos importados no estado, sem transmissão local, o sarampo é um perigo muito mais próximo, altamente contagioso, que fez a primeira vítima depois de vinte anos no RJ e observamos os casos crescendo”, alerta o secretário Edmar.

Notícias Relacionadas