spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #70

spot_img
spot_imgspot_img

Castelinho do Gragoatá vai ser restaurado

spot_imgspot_img

Mais lidas

O Castelinho do Gragoatá, na região central de Niterói, vai ser restaurado. A prefeitura anunciou nesta segunda-feira, 18, que as obras serão iniciadas no próximo dia 22. O prédio tombado pelo Departamento de Preservação do Patrimônio Cultural (DePAC) será todo recuperado e ganhará um novo anexo para abrigar a sede da Coordenadoria Niterói de Bicicleta.

A praça, em frente, já recebeu reforma e vem sendo chamada de “Praça das Bicicletas”, por ser ponto de referência para as atividades voltadas à mobilidade sustentável. O investimento no restauro é de R$ 3 milhões e a obra tem previsão de durar nove meses.

O Castelinho do Gragoatá foi construído em 1937 e tombado em 1993. Seguiu como propriedade particular até 2022, quando foi desapropriado pela prefeitura com a finalidade de preservar o edifício, fazendo parte dos esforços de revitalização desta área da cidade. Filipe Simões, coordenador do Niterói de Bicicleta, responsável pelas políticas cicloviárias na cidade, diz que é importante para os ciclistas terem um ponto de referência na cidade e ressalta a relevância histórica do prédio.

Castelinho vai abrigar sede da Coordenadoria Niterói de Bicicleta

“Do ponto de vista da preservação do patrimônio, recuperar o Castelinho do Gragoatá, essa edificação que está na memória afetiva do Niteroiense, é por si só uma conquista a ser amplamente comemorada. Ainda mais quando levamos em consideração as políticas públicas relacionadas à retomada e valorização dos espaços públicos e da vida urbana das quais íntegra. É simbólico que seja destinado à sede do Niterói de Bicicleta, compondo junto à nova praça da bicicleta, um conjunto revitalizado voltado à mobilidade ativa”, destaca Filipe Simões.

Além do restauro de todo o prédio histórico do Castelinho, será construído no local um novo anexo, reduzindo o tamanho do que existe atualmente, de forma a destacar ainda mais o edifício. As portas e janelas serão restauradas e, em alguns casos, reconstruídas. A fachada e a cobertura foram completamente reformadas. O projeto prevê acessibilidade universal, com um novo acesso pela Praça da Bicicleta que terá rampas para acesso adequado de todos. A construção será modernizada com instalações elétricas, hidráulicas e de ar-condicionado, sem interferência nas características arquitetônicas.

A ideia é que o uso do edifício histórico transborde para o espaço público e que se torne um ponto de referência para ações de promoção da cultura da bicicleta, saída de pedaladas, encontros, reuniões e eventos. Além da revitalização do Castelinho, a construção da Praça da Bicicleta é vista pela Prefeitura como mais um componente para a requalificação da região central da cidade.

Localizada na esquina das ruas Coronel Tamarindo e Passo da Pátria, a praça foi projetada para ser um espaço destinado aos ciclistas, com áreas de convivência, estacionamento de bicicletas, equipamentos para manutenção e reparo, além de proporcionar um ambiente seguro e acolhedor.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img