spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #72

spot_img
spot_imgspot_img

‘Chegou a Sua Vez’ visitou 26 mil residências e anuncia segunda etapa

spot_imgspot_img

Mais lidas

Maior ação de combate à extrema pobreza em Maricá, o programa “Chegou a Sua Vez” entra na segunda etapa do projeto. A partir de 15 de março, as famílias identificadas como vulneráveis começarão a ser atendidas. O anúncio foi feito pela equipe do comitê gestor, composto por 14 secretarias, além do vice-prefeito, Diego Zeidan, durante reunião no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) nesta quarta (03/03).

Idealizado através de uma parceria entre a Prefeitura de Maricá e a Organização das Nações Unidas (ONU), o programa “Chegou a Sua Vez” é realizado pelo Instituto Municipal de Informação e Pesquisa Darcy Ribeiro (IDR) e ONU-Habitat, além de reunir as secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social na composição da comissão executiva.

O projeto visitou mais de 26 mil domicílios em toda a cidade, e aplicou um questionário para entender o perfil das famílias e identificar aquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade social. As visitas já foram concluídas nos distritos de Inoã, Itaipuaçu e Ponta Negra. Agora, os pesquisadores aplicam o questionário no Centro.

“Nossa estimativa é de que ultrapassemos 30 mil domicílios visitados na primeira etapa do projeto, com perspectiva de alcançar cerca de 45 mil pessoas. Após aplicar o IPM (Índice de Pobreza Multidimensional), é esperado um público de 7.200 pessoas para o encaminhamento às secretarias, que serão responsáveis por inserir essas famílias nas políticas públicas da cidade”, explicou o presidente do IDR, Alan Novais.

O secretário de governo, João Maurício de Freitas, destacou o papel do trabalho integrado e a importância da manutenção dessas ações para a população.

“O projeto formulado pelo Instituto Darcy Ribeiro em parceria com a ONU dá visibilidade para aqueles que ainda estão invisíveis, para aqueles que estão à margem. Agora sabemos quantas pessoas têm casa de alvenaria, quantas não têm vaso, quantas não têm pia, quantas estão fora da escola, quantos não estão tendo acesso a saúde. E como resposta a isso, o nosso governo tem compromisso para construir o caminho necessário e erradicar a miséria em Maricá. Isso tem que ser uma ação permanente”.

Na segunda etapa, todas as secretarias envolvidas vão entrar em ação para atender as demandas que o programa identificou. Para isso, um sistema foi desenvolvido a fim de reunir as informações sobre as famílias vulneráveis e ajudar no acompanhamento dessas pessoas.

“Com a participação ativa de todas as secretarias e os órgãos do governo, iremos caminhar juntos para acabar com a miséria e a desigualdade social em Maricá”, frisou o vice-prefeito, Diego Zeidan.

Um cronograma de atendimento está sendo desenhado de acordo com cada secretaria responsável. Está previsto também um plano de treinamento para capacitação de todos os servidores que vão utilizar o sistema.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img