Colômbia vence, e cartões amarelos eliminam Senegal

Foto: reprodução / (@fifaworldcup_pt)

Foto: reprodução / (@fifaworldcup_pt)

A Colômbia precisava vencer para ficar com a vaga e a vitória de 1×0 sobre Senegal proporcionou isso. O gol saiu na cabeçada do zagueiro Yerry Mina aos 32 minutos do segundo tempo.

As duas equipes começaram a partida com preocupações defensivas. A primeira chance da Colômbia aconteceu aos 12 minutos em alta cobrada por Quintero mas o goleiro senegalês N’ Diaye fez boa defesa.
Aos 16 minutos, Davinson derrubou Sadio Mané na área e o árbitro marcou pênalti, mas após consulta ao árbitro de vídeo voltou atrás da decisão anulando a penalidade máxima.

A Colômbia ainda viveu o drama de ver o seu principal jogador, James Rodriguez, sair de campo com uma lesão na panturrilha aos 30 minutos dando lugar a Luis Muriel. Após isso as equipes pouco criaram até o fim da primeira metade da partida.

 A Colômbia começou melhor no segundo tempo e o gol da Polônia sobre o Japão na outra partida garantia, momentaneamente, a equipe de Senegal juntamente com os colombianos. A pressão era toda da Colômbia que teve chances boas com Muriel e Falcão Garcia, mas sem tirar o zero do marcador.

Aos 73 minutos, Cuadrado bateu escanteio na área e Mina subiu para testar firme entre os zagueiros e colocar os Sul Americanos na frente. O resultado, agora, deixava Senegal de forma por conta dos cartões amarelos, o Japão passava em segundo por ter recebido dois cartões a menos.

O Senegal partiu pra cima e até chegou com perigo em bolas de Sarr e Konaté, mas nada conseguiram.

A partida marcou o fim de uma era, desde a Copa de 1986 que uma equipe africana marcava presença nas oitavas de final de uma Copa do Mundo, e após Egito, Marrocos, Tunísia e Nigéria terem sido eliminadas em seus grupos a última esperança ficou com Senegal que também ficou de fora deixando a segunda fase da competição sem um representante do continente.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.