Confira as curtinhas sobre a política no Estado: Brizola no PDT São Gonçalo, Molon de saída da Rede e Procurador em Paris

Brizola quer se consolidar em São Gonçalo

O ex-ministro do Trabalho Brizola Neto deverá ser reeleito no dia 3 de setembro presidente do diretório do PDT em São Gonçalo (RJ). Nos bastidores circulam informações de que ele quer disputar o Governo do Estado. Porém, depende das articulações do presidente nacional Carlos Lupi e do presidenciável Ciro Gomes – que estarão na convenção.

Vem Molon

Rumores dão conta que o deputado federal Alessandro Molon está insatisfeito na Rede de Marina Silva. Eles estaria flertando com o PDT.

Investigação

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) investiga denúncia de nepotismo na prefeitura de São Gonçalo. A denúncia foi feita através de uma ação popular impetrada pelo vereador Sandro Almeida (PSDB), hoje oposição ao governo do prefeito Nanci.

O parlamentar questiona a nomeação de Rômulo Tarouquella da Silva Rocha, genro do prefeito José Luiz Nanci, para o cargo de secretário municipal Chefe de Gabinete. Segundo a denúncia, o salário chegaria aos incríveis R$ 46 mil. Vale lembrar que Tarouquella também é servidor do Ministério de Minas e Energia.

A composição salarial do nobre “genro” se dá da seguinte forma: R$ 11,5 mil referentes ao seu trabalho na prefeitura e outros R$ 34,1 mil pelo ressarcimento ao governo federal pela cessão do funcionário.

Outras cinco nomeações também são alvo de investigações. A Prefeitura de São Gonçalo garantiu, em nota, que todas as nomeações são legais. 

Je t’aime Paris

O Procurador-Geral de Itaguaí, Ricardo Eicher Baily, esteve desde 2016 estudando Sorbonne, em Paris, capital francesa. Detalhe: o advogado manteve os vencimentos integrais pagos pela prefeitura com um salário mensal de R$ 25 mil que seria depositado até 2020 quando concluiria o curso. . E olha que o salário mensal de R$ 25 mil seria depositado até a conclusão de seu mestrado e doutorado em 2020. A mamata acabou graças uma liminar da Justiça deu ‘au revoir’ ao benefício.

Notícias Relacionadas