Conleste monta Câmara Técnica de Agricultura para desenvolver projetos na região

A fim de desenvolver projetos para um dos principais vetores da região, o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Leste Fluminense (Conleste) criou uma Câmara Técnica de Agricultura (CTA), assinada por seis secretários de municípios do coletivo na manhã desta segunda (03). Ações práticas foram discutidas logo na primeira reunião formal da câmara.

“Nós já tínhamos um grupo com os secretários de agricultura formado, mas a CTA dá mais peso nas propostas que temos. Vamos buscar oportunidades em editais voltados para o setor agro”, disse João Leal, diretor-geral do Conleste.

O foco principal de atuação vai ser desenvolver a agricultura familiar nos municípios que compõem o consórcio, já que a maior parte dos produtores são de pequeno ou médio porte. Já na primeira reunião, foi debatida a proposta da Patrulha Mecanizada do Conleste, um maquinário que seria disponibilizado aos agricultores para potencializar a produção.

“Temos três vocações muito claras na região, sendo a agricultura familiar uma delas. E com a Patrulha Mecanizada, pretendemos aumentar a produtividade do agricultor familiar. Vai ser um maquinário próprio do Conleste, com o estabelecimento de um calendário pelos secretários, para que a gente possa potencializar essas produções”, explicou João.

Os secretários presentes na reunião assinaram, ainda, um termo de apoio a dois programas do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Ambos os programas preveem um auxílio financeiro para projetos que forem apresentados.

Nessa primeira reunião, participaram os secretários de Casimiro de Abreu, Guapimirim, Itaboraí, Magé, Rio Bonito, Silva Jardim e Tanguá.

 

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.