Covid-19 faz mais uma vítima, o empresário, escritor, artista plástico e professor, Manoel Lago

A Covid-19 fez mais uma vítima em Maricá, o empresário, escritor, artista plástico e professor, Manoel Lago. Gaúcho de Porto Alegre, morava em Maricá desde 2003. Estudou Relações Humanas na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PCURGS) e também era formado em direito e sociologia. Lago frequentou o Colégio Militar de Porto Alegre e o Colégio Naval.

Atuante na vida política, exerceu diversos cargos. Atualmente trabalhava no gabinete do vice-prefeito de Maricá, Diego Zeidan. Estava internado desde sexta-feira (10 de abril), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, lutando contra a Covid-19, mas acabou não resistindo.

O vice-prefeito de Maricá, Diego Zeidan, usou as redes sociais para se despedir do amigo.

“É com grande pesar que anuncio o falecimento de um grande amigo, conselheiro e companheiro de trabalho, Sr. Manoel Lago. Manoel estava a alguns dias na UTI e hoje se torna mais uma vítima da Covid-19. Mais uma vítima de uma política genocida que a todo momento busca aumentar a disseminação do vírus, sem se preocupar com os hoje mais de 350mil mortos.

Manoel, sua história de luta pelos mais necessitados e por uma educação libertadora, sua história de militância política, seus pensamentos e seus ideais não serão esquecidos. Estarão vivos em todos que te conheceram e principalmente comigo que tive o prazer de ter tido em você mais que um companheiro de trabalho, mas um professor e, acima de tudo, um amigo.

Manoel Lago Vive!!”

O Grupo de Escritores de Maricá Povo do Livro também emitiu nota sobre o falecimento de Manoel Lago.

“O Grupo de Escritores de Maricá Povo do Livro vem através desse, comunicar a passagem do nosso grande mestre e líder Manoel Luiz Lago Pereira.

O grupo presta suas homenagens e solidariedade aos amigos, parentes e familiares.

Expressamos nossa admiração por nosso líder, mentor e fundador do Grupo Povo do Livro Escritores de Maricá, por sua lealdade e bravura na luta e na defesa das expressões artísticas e culturais de todos os cidadãos Maricaenses, principalmente em seu engajamento na organização dos eventos literários Festival Internacional da Utopia e FLIM- Feira Literária de Maricá.

O Grupo Povo do Livro Escritores de Maricá permanecerá unido e continuará na luta e na defesa dos objetivos e ideais consolidados por nosso nobre amigo Manoel Lago em nossos corações.

Manoel Lago era um dos últimos representantes de uma geração de intelectuais da nossa política. Veio para o Rio de Janeiro a convite de Leonel Brizola, ex-governador do estado e gaúcho como ele. Foi discípulo de Darcy Ribeiro e participou da construção e inauguração de vários CIEPs, dando inclusive nome à um deles, CIEP Pablo Neruda, em Laranjal/ SG. Fato descrito por ele em um dos nossos gostosos papos, seja na Utopia ou nas FLIMs.

Evoé Manoel Lago!”

Entre as citações favoritas de Manoel Lago estava um versículo da bíblia.

“Os que esperam no Senhor renovam suas forças, sobem com asas de águia, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam”. Isaias 40:31

Notícias Relacionadas