Defesa Civil de Maricá leva oficina de meteorologia para alunos do IFF

Foto: Marcos Fabrício / Divulgação PMM

Foto: Marcos Fabrício / Divulgação PMM

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Maricá realizou nesta quarta-feira (14/11) mais uma ação com alunos do curso de Edificações do Instituto Federal Fluminense (IFF). Os estudantes participaram de uma oficina de meteorologia ministrada por um grupo de professores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Na pauta da palestra estavam tópicos como a ação dos ventos, a urbanização das cidades e a criação das chamadas “ilhas de calor”, além da influência das ciências atmosféricas no dia a dia das pessoas, o que inclui a construção civil.

Professor do Departamento de Meteorologia da UFRJ, Luiz Claudio Pimentel explicou que ideia é mostrar como as condições meteorológicas podem fazer a diferença na hora de erguer um novo imóvel. “Temos estudos de condições gerais vigentes na região Leste Fluminense, onde fica Maricá. No caso específico na cidade, nosso olhar é para o crescimento que a cidade deve experimentar com os empreendimentos que estão a caminho e a ocupação que eles devem proporcionar. O objetivo é mostrar formas sustentáveis, que aproveitem essas condições da melhor forma, como a ação dos ventos e a luz do sol”, pontuou o docente.

Para as meteorologistas da Defesa Civil, a oficina mostrou também a ampla abrangência das condições climáticas para além da ‘mera previsão do tempo nos jornais’. São orientações gerais que fornecemos, mas a maioria voltada para o perfil específico de Maricá. Queremos que o aluno tenha um conhecimento bastante amplo sobre o assunto para que possa aplicá-lo em seus projetos futuros de construção”, avaliou Christiane Nascimento, ao lado da colega Michelle Ribeiro. “Mostramos para eles que o principal fator de risco em nossa cidade é o fator hidrológico, com a grande quantidade de rios e córregos que nós temos, mas é mais ainda que isso. Quase tudo no cotidiano está ligado ao tempo e aqui em Maricá isso orienta desde o lazer à prática de esportes. Queremos que o maricaense tenha esse entendimento”, projetou Michelle.

Os alunos que participaram integram o Núcleo de Proteção e Defesa Civil (Nupdec). No mês passado, eles participaram de um cadastramento de moradores de São José de Imbassaí para participar de um sistema de informações para prevenir desastres naturais na região, através do envio de mensagens pelo celular. Os jovens coletaram dados dos moradores sob a orientação de uma professora e de agentes do órgão.

Notícias Relacionadas