DH aponta pai e filho PMs de terem matado vizinho em Itaipuaçu

A morte de um homem, identificado como Paulo César Pinto Rajão, de 50 anos, segue sendo investigada pela Divisão de Homicídios de Niterói, Maricá e Itaboraí (DHNISG). Segundo a distrital, os suspeitos são um Policial Militar Reformado e seu filho, José Renato, PM da ativa lotado no 12ºBPM (Niterói), são suspeitos pelo crime.

Inicialmente, José Renato foi preso em flagrante. Já seu pai, o PM reformado, teve sua prisão preventiva solicitado à Justiça, e segue foragido.

De acordo com relatos, a discussão teria sido originada porque uma das partes teria solicitado a outra que não parasse o carro em um dos sentidos da via, para não obstruir a passagem, já que haviam carros estacionados do lado contrário. Revoltado por ter sido “chamado” a atenção, o suspeito desceu do carro e teria perguntado ao vizinho se ele era dono da rua e em seguida efetuou dois disparos na cabeça da vítima, que não resistiu e morreu no local.

A Polícia Civil informou que tem feito novas diligências e que busca imagens e testemunhas que possam ajudar nas investigações.
A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que equipes do 12°BPM (Niterói) foram acionadas para ocorrência na rua 14, em Itaipuaçu.

Na nota, a pasta confirma que dois policiais militares, sendo um da ativa e o outro reformado, se desentenderam com um vizinho.
“Os militares vieram a efetuar disparos de arma de fogo, o vizinho foi ferido e não resistiu. A 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) e a Delegacia de Homicídios foram acionadas. O policial militar da ativa foi encaminhado para a Unidade Prisional da Polícia Militar.”

Notícias Relacionadas