Dieese confirma: Maricá é um dos poucos municípios que está saindo da crise

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maricá (Condeco), que é formado por empresários, membros da sociedade civil e poderes executivo e legislativo municipal, foram apresentados dados sobre empregabilidade na cidade e no estado do Rio. O estudo foi realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). De acordo com os dados apresentados, Maricá é uma das poucas cidades que apresentou índices de recuperação econômica. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o município ocupou o quarto lugar do Estado na geração de empregos positivos em 2017, atrás de Resende, Piraí e Silva Jardim.

As atividades que mais contrataram no ano passado são o comércio e a construção civil. A média salarial dos empregados com carteira assinada em Maricá é de R$ 1.250, um pouco abaixo das médias nacional e estadual. De acordo com o Dieese, o município deve fazer um estudo para identificar quais são as qualificações dos profissionais de Maricá. O mapeamento vai ajudar a orientar as políticas públicas a serem desenvolvidas para qualificação da mão de obra local.

“Estamos trazendo a cadeia offshore para atuar na cidade e o Conselho de Desenvolvimento é o espaço ideal para apresentarmos as demandas deste setor aos empresários locais para que se preparem para incorporar o atendimento ao setor. Esse movimento é importante por que garante a participação de todos no desenvolvimento do município”, afirma José Orlando Dias, presidente da Codemar.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Maricá (CDL), Paulo Santos, acredita que conhecer esses dados agora é fundamental para avaliações futuras dos trabalhos desenvolvidos. “O conteúdo apresentado (pelo Dieese) será muito importante em cinco anos quando teremos a noção de uma clareza maior desse trabalho que estamos fazendo agora”, afirma.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Alan Novais, reafirmou que o município trabalha na atração de investimentos. “A vocação e a intenção de Maricá é a atração de indústrias que possibilitem o desenvolvimento e o crescimento de todos os setores como comércio, serviços e procura por mão de obra”, relata.

A Codemar já iniciou um trabalho de intercâmbio entre os municípios do Consórcio Leste Fluminense (Conleste) que vai envolver uma troca de experiências entre empresários e administração pública, através das Secretarias de Desenvolvimento, de Agricultura e de Indústria. O primeiro passo será com o município de Nova Friburgo. O objetivo é integrar os empresários das duas cidades que irão apresentar suas potencialidades, trocar de serviços e oportunizar eventuais negócios. As visitas vão acontecer nas altas temporadas dos dois municípios, quando aumenta a demanda por oferta de serviços e consumo.

Na próxima reunião do Condeco os empresários, representantes das entidades de classe e governo vão escolher a direção do Conselho que vai organizar os encontros e os trabalhos. Participaram da reunião, representantes da CDL-Maricá, ACM-Associação Comercial de Maricá, Sebrae, Associação Comercial de Itaipuaçu, Codemar e das Secretarias de Desenvolvimento, Indústria e Portuária e Urbanismo.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.