Eleições 2018: até 16h, 1.285 urnas eletrônicas apresentaram defeito

Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou que, até as 16h, 1.285 o número de urnas eletrônicas que apresentaram defeito e precisaram ser substituídas. O número representa 0,025% do total de urnas utilizadas no pleito deste ano. Em apenas uma cidade, em todo o país, foi necessária a votação em cédulas; segundo informações do TSE, somente Três Coroas, no Rio Grande do Sul, precisou adotar a votação manual.

Os estados que tiveram maior número de urnas com defeito foram Minas Gerais (366), Rio de Janeiro (138), Pernambuco (134), São Paulo (115), Sergipe (60), Rio Grande do Sul  (57) e Tocantins (34).  

A Justiça Eleitoral também registrou a prisão de dois candidatos: um em São Paulo, por propaganda eleitoral, que é proibida no dia da eleição; outro no Rio Grande do Sul, por fazer boca de urna. Ao todo 146 pessoas foram presas até o momento.

A votação se encerrou às 17h, conforme horário local de cada região. São 147.302.357 brasileiros aptos a escolher o presidente da República, os governadores de 26 estados e do Distrito Federal, 54 senadores, 513 deputados federais, 1.035 deputados estaduais e 24 deputados distritais.

*com informações da Agência Brasil.

Notícias Relacionadas