Eleições 2020: prefeitável em SG aciona polícia contra fake news

O candidato Dimas Gadelha denunciou fake news nesta quarta-feira (11), diante da injúria o setor jurídico da campanha acionou o  Tribunal Regional Eleitoral, Polícia Federal e a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática.
No último final de semana, o comitê eleitoral foi vítima de uma notícia falsa veiculada na página São Gonçalo Informa, sobre o fechamento  do comitê por parte do TRE. O que não ocorreu. A publicação saiu do ar na noite de ontem (10), após determinação da justiça eleitoral. O grupo hoje se dirigiu à polícia para registrar nova ocorrência na delegacia de crimes cibernéticos.
De acordo com o advogado da coligação que reúne PT, PDT, REDE, PROS e PODEMOS, Marcelo Larangeira, o caso não é o único que a equipe prepara denuncia ao TRE.
“Estamos sofrendo uma série de ataques cibernéticos e não vamos nos calar. Estamos denunciando aos órgãos competentes, para que essas publicações sejam alvo de investigação e respondam civil e criminalmente. Fake news é crime, de acordo com a Lei 13.834/2019, compartilhar fake news nas redes sociais prevê pena de até oito anos de prisão e multa. É bom que todos tenham ciência disso”, alertou o advogado.
Dimas relatou que os ataques se intensificaram desde que foi publicada pesquisa registrada pelo TSE apontando a preferência de seu nome na disputa pela prefeitura de São Gonçalo.
“A pesquisa registra o nosso crescimento e a vontade popular e isso incomoda os adversários. É nítido que algumas páginas na internet não agem com lisura e publicam calúnias e difamação direcionadas a nossa campanha. Mas não vamos nos calar, por que prezamos pela democracia e pela verdade. O país já vive tempos difíceis demais para continuar cercado por gente que espalha mentiras e calúnias todo o tempo. Enquanto eles perdem tempo criando imagens e mentiras contra a nossa campanha, a gente segue firme na luta por uma cidade melhor com projetos concretos de políticas públicas”, afirmou.

Notícias Relacionadas