spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #70

spot_img
spot_imgspot_img

Em evento com Macron, Maricá firma acordo para produção de ônibus movido a hidrogênio

spot_imgspot_img

Mais lidas

Maricá participou do 8º Forum Econômico Brasil-França como convidada e assinou um importante acordo para atração de investimentos; um memorando de entendimentos foi assinado com empresas privadas do Brasil e da França interessadas na industrialização na cidade dos ônibus híbridos elétrico-hidrogênio desenvolvidos e financiados pelo município.

A cidade foi representada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Igor Sardinha. A solenidade reuniu na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) empresários brasileiros e franceses para debater relações comerciais e oportunidades de cooperação em investimentos.

O memorando assinado por Maricá com a empresa francesa HYFIT e com a empresa brasileira Ydrogênio demonstra a intenção da iniciativa privada em participar da consolidação do ônibus sustentável a ser produzido e utilizado em Maricá. A cidade já tem um projeto de encomenda tecnológica para o desenvolvimento de ônibus com tração elétrica, não poluentes, incluindo ônibus a hidrogênio com pilha à combustível, realizado em conjunto com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a empresa Tracel Industrial Ltda, que iniciará os testes em situação real com o seu protótipo na cidade nos próximos meses.

Assinaram presencialmente o memorando Pedro Henrique Kool Monteiro, diretor da Ydrogênio; Bertrand Ciavaldini, presidente da HYFIT SAS; o professor Paulo Emílio de Miranda, chefe do Laboratório de Hidrogênio da Coppe/UFRJ; além do secretário Igor Sardinha.

A cerimônia de apresentação dos acordos foi orquestrada pela Sra. Corinne Fontenelle, diretora da Câmara de Comércio Bilateral (CCFB) e teve a participação de Chysoula Zacharopoulou, secretária de Estado de Desenvolvimento e Parcerias Internacionais, do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, do Presidente da França Emmanuel Macron e do Vice-Presidente Geraldo Alckmin.

Coordenador da Política Municipal do Hidrogênio, Igor destacou que o município é um dos pioneiros no país a construir todos os instrumentos institucionais para se tornar um pólo no Brasil. A parceria entre a secretaria municipal e de outros atores como o Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM) e a Empresa Pública de Transporte (EPT) transforma a cidade num dos principais geradores de demanda de hidrogênio no setor de transporte coletivo na América Latina.

Vale lembrar que Maricá já anunciou sua meta de descarbonização da frota do transporte urbano até 2038. A cidade tem como diferencial o interesse da produção e atividade industrial na cidade, passando também a gerar empregos e receitas a partir da estratégia de produzir ônibus e tecnologias no setor de hidrogênio.

“Maricá teve a coragem de investir na ciência quando o governo anterior virava as costas para o tema e hoje sai na frente para receber investimentos fundamentais para diversificação da nossa economia. O que assinamos aqui na Fiesp é mais um passo para que nasça a fabrica de ônibus em Maricá contando com o trabalho em conjunto entre poder público, ciência brasileira e a iniciativa privada. O hidrogênio será um vetor fundamental da economia local e tem potencial para ser um exemplo a ser seguido no país”, concluiu.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Últimas notícias

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img