Em jogo marcado por arbitragem polêmica, Brasil estreia com empate amargo contra a Suíça

Foto: Reprodução / Twitter (@fifaworldcup_pt)

Foto: Reprodução / Twitter (@fifaworldcup_pt)

No jogo mais esperado do dia, o Brasil foi a campo cercado de expectativa. Com muitas estrelas em campo, a seleção canarinho até começou bem, mas viu um erro de arbitragem mudar todo o destino do resultado.

Com Marcelo utilizando a braçadeira de capitão, e alta expectativa em cima do craque do PSG, Neymar, o Brasil começou vendo a Suíça tomar as ações do jogo, sempre explorando o lado direito da seleção canarinha, ocupado por Danilo, que tem a difícil missão de substituir o lesionado e incontestável da posição, Daniel Alves. Pouco tempo depois, o meio campo brasileiro tomou o controle do jogo, sempre buscando jogadas com Neymar e Gabriel Jesus, apesar de ambos estarem bem marcados. Em um lance comandado por Philippe Coutinho e Neymar, a bola sobrou limpa pra Paulinho, mas o brasileiro desperdiçou uma chance clara de gol.

A seleção brasileira continuou em cima da Suíça e, aos 20 minutos da primeira etapa, Coutinho fez o que se espera dele; a bola sobrou na entrada da área e o camisa 11 do Brasil acertou um lindo chute no ângulo do goleiro Sommer.

Após o gol, a Suíça cresceu e pressionou em busca do gol de empate. Neymar, camisa 10 brasileiro e melhor jogador da seleção, seguiu apagado durante a primeira etapa e o Brasil perdeu o controle nos 10 minutos finais. Mas segurou a vantagem até o intervalo.

O início da segunda etapa começou com o mesmo panorama do primeiro tempo, coma a Suíça tomando as ações. E aos 04 minutos, após cobrança de escanteio, Zuber subiu sozinho após ganhar dividida com Miranda e empatou para os Suíços. Os jogadores da seleção brasileira foram reclamar com o árbitro mexicano César Ramos sobre um empurrão sobre Miranda, e o mesmo esnobou o VAR (árbitro de vídeo), validando o gol suíço. Ao fim da partida, protagonista do lance, Miranda declarou que, se ele tivesse se jogado após o empurrão, César marcaria a infração, o que não aconteceu. 

A polêmica não pararia por aí. Logo depois, Gabriel Jesus foi segurado dentro da área e o juiz novamente não marcou o pênalti claro, dispensando o recurso de vídeo mais uma vez. Vale ressaltar que o árbitro de linha pode, sempre que tiver dúvida, solicitar o recurso, ou quando receber a notificação do árbitro responsável pelo VAR, que é direcionado justamente pra avisar o árbitro de linha quando houver alguma irregularidade. Sem o controle da partida, o árbitro viu as equipes cometerem muitas faltas (19 pelo lado da Suíça e 11 no lado brasileiro).

Sem a genialidade de Neymar, o Brasil não conseguia criar e oferecer perigo. O jogo se arrastou até o fim com um empate amargo, com sabor de derrota.

Agora, o Brasil concentra suas ações para a próxima sexta-feira (22), quando enfrenta a Costa Rica às 9 horas da manhã (horário de Brasília).

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.