Em meio a insatisfações, Egito perde mais uma e destino de Salah na seleção vira dúvida

Foto: Reprodução/ (@fifaworldcup_pt)

Foto: Reprodução/ (@fifaworldcup_pt)

O Egito encerrou a sua participação na Copa do Mundo FIFA Rússia 2018 da pior forma possível; na manhã desta segunda, a seleção egípcia entrou em campo contra a Arábia Saudita e perdeu de virada por 2×1. O astro Mohamed Salah abriu o placar, mas os sauditas jogaram melhor no segundo tempo e criaram mais chances de vencer a partida, até que o gol da virada chegou no último lance. Sendo assim, os “Faraós” terminam a sua terceira participação em Copas do Mundo com a pior campanha dentre elas: três derrotas em três jogos e nenhum 0% de aproveitamento.
Apesar da insatisfação com a Federação Egípcia de Futebol, Salah mostrava muita disposição em campo, apesar de ser pouco ajudado por seus companheiros. Já a Arábia Saudita apostava nos contra-ataques na busca de abrir o placar. Até que, aos 22 minutos, em lançamento desprovido, Mo Salah ganhou na correria, dominou no bico da chuteira e encobriu o goleiro Al Mosailem, abrindo o placar. Mesmo com o gol, o jogador do Liverpool não comemorou, deixando claro o seu descontentamento.
A Arábia reforçou a marcação no atacante, o que diminuiu as investidas dos egípcios e, aos 40 minutos, Fathi tentou desviar a bola com a mão dentro da área; pênalti para os Árabes. El Hadary defendeu e aos 45 anos se tornou o jogador mais velho na história das copas a defender um pênalti. Dois minutos depois, outro pênalti marcado a favor dos árabes. Wilmar Roldán foi orientado pelos árbitros de vídeo da partida a rever o lance e seguiu com a sua decisão de confirmar a penalidade. Al Faraj foi para a bola e, dessa vez, não desperdiçou: 1×1 no placar antes do intervalo.
No segundo tempo, o Egito voltou apático e não conseguiu se encaixar no jogo. Salah também estava apagado em campo e, no último lance da partida, Al Dawsari marcou para a Arábia Saudita, mantendo a tradição egípcia de nunca vencer em copas.

INSATISFAÇÃO
Ao final do jogo, muito se especulou que Mohamed Salah poderia se aposentar da seleção egípcia. Atualmente, a Federação Egípcia de Futebol e o jogador estão com relações estremecidas, já que o craque está insatisfeito por terem usado sua imagem sem sua autorização.
Explicando o caso; Salah reclama que a Federação fez o uso não contratual de sua imagem e forçou o jogador a aparecer ao lado de celebridades, afim de divulgar mais ainda a seleção do Egito. A relação teria sido minada de vez quando o jogador foi obrigado a participar de um jantar com o líder da região da Chechênia, Razman Kadyrov, evento no qual recebeu o título de cidadão checheno – fato que também não agradou ao jogador.
Finada a participação egípcia na Copa do Mundo FIFA Rússia 2018, o jogador de 25 anos volta para Liverpool, onde fará sua preparação para a pré-temporada europeia

Notícias Relacionadas