Entrega do Hospital de Campanha de São Gonçalo é adiada para 27 de maio

Após manifestação do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) sobre irregularidades nos contratos para a construção de hospitais de campanha para enfrentar a pandemia de covid-19 pelo governo do estado, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgou hoje (21) um novo cronograma para a abertura das sete unidades que estão sendo construídas pelo Instituto de Atenção Básica e Atenção à Saúde (Iabas).

Segundo a SES, foram impostas datas limites para a entrega das unidades pela Organização Social Iabas, que vão de 27 de maio para o hospital de São Gonçalo até 18 de junho para o de Casimiro de Abreu. As unidades do Leblon e do Parque dos Atletas, construídas e geridas pela Rede D’Or, e a do Maracanã, também a cargo do Iabas, já estão em funcionamento. O outro hospital de campanha na capital, no Riocentro, é gerido pela prefeitura.

De acordo com o Iabas, o cronograma de abertura deveria ser tratado apenas com a SES. No início da semana, o instituto informou que o atraso na entrega dos hospitais ocorreu “por motivos alheios à vontade” e que o trabalho vem sendo feito “de forma consistente” para evitar novos adiamentos e garantir que vidas sejam salvas.

Na ocasião, o cronograma da organização previa a entrega de todas as unidades até a próxima semana.

Notícias Relacionadas