Esquema de segurança reforçado para a eleição no Rio

“Dentro desse planejamento em áreas sensíveis disponibilizamos todos os nossos blindados para o dia das eleições com o total de 16. Temos também apoio de blindados da Polícia Civil, para chegar a esses locais. O objetivo da Polícia Militar nas eleições é trazer tranquilidade e dar a segurança para que todos cumpram sua cidadania”, afirmou.

O coronel destacou que a Polícia Militar vai utilizar drones, adquiridos durante a intervenção federal na segurança pública do Rio, durante o governo Temer. “Os drones serão usados em áreas que foram mapeadas pelo setor de inteligência e estão disponíveis tanto para o Centro Integrado de Comando e Controle [CICC], quanto para o comandante da área que fizer o pedido de imagem em tempo real”.

Segundo o comandante, no CICC haverá representantes de vários órgãos que terão condição de tomar decisões rápidas, se for necessário. “Caso haja qualquer intercorrência, aqui trabalharemos integrados para solucionar qualquer problema”.

Delegacias

Segundo o secretário estadual da Polícia Civil, Allan Turnowski, todas as delegacias policiais estarão abertas para eventuais registros de crimes eleitorais, que serão encaminhados à Polícia Federal, encarregada de apurar. A Polícia Civil terá viaturas à disposição tanto no TRE, para eventuais demandas que chegarem aos centros eleitorais, quanto nas áreas de milícias, especialmente na zona oeste, na Baixada Fluminense e no interior do estado. “Sempre trabalhando com o que a gente já tem de informação do tribunal, das nossas investigações e de eventuais necessidades que se façam presentes no dia da eleição. É um efetivo bem robusto, no sentido de ficar mais solto para poder ser utilizado durante o domingo”.

Notícias Relacionadas