Maricá: estação das “vermelhinhas” começarão a ser instaladas em 2021

bicicletas

A partir de janeiro do próximo ano, a Prefeitura de Maricá, através da autarquia Empresa Pública de Transportes (EPT), instalará 20 estações com total de 200 bicicletas distribuídas pela cidade. Apelidadas de “Vermelhinhas”, elas serão disponibilizadas gratuitamente para a população. A operação está prevista para acontecer já em janeiro com a instalação das 10 primeiras estações que contarão com 100 “bikes”. No mês seguinte, em fevereiro, a ideia é que mais 10 estações sejam erguidas para abrigar outras 100 bicicletas.

Inicialmente estão previstos para receberem as estações os bairros de Itapeba, Mumbuca, Centro, Araçatiba, Boqueirão, Barra de Maricá, Guaratiba e Ponta Negra. De acordo com o presidente da EPT, Celso Haddad, após esta fase de implantação outros bairros serão contemplados com o projeto.

“Estamos com outro processo iniciando com quase o triplo do quantitativo do que vai começar em janeiro que vai abranger a área de Itaipuaçu, Condado e as áreas que já têm ciclovias e ciclofaixas”, adiantou.

A EPT informa ainda, que serão disponibilizadas duas formas de passe para utilização do sistema: o Passe Online e o Passe Presencial. A EPT irá divulgar, em breve, o link para realização do pré-cadastro e o link para o pré-agendamento do atendimento presencial para os usuários que escolherem o Passe Presencial. A EPT também divulgará em sua página oficial, informativos com as instruções e orientações para utilização do sistema.

As bicicletas serão fabricadas por uma empresa terceirizada, vencedora de uma licitação, que também se responsabilizou por construir as estações e fazer a manutenção das “bikes”. Em contrapartida, a EPT fará toda a logística como a decisão de onde serão implementados os pontos de retirada das vermelhinhas, assim como seu tempo e as regras de utilização.

Com 38,2 km de faixas destinadas aos ciclistas, a cidade de Maricá tem a cultura do uso de bicicleta. Desde 2017 a Prefeitura vem revitalizando suas orlas com construção de ciclovias e ciclofaixas, estimulando o uso das “bikes”.

Notícias Relacionadas