Estado confirma Faetec em Maricá

Conforma anunciado anteriormente pelo Errejota Notícias (Clique aqui), o governo do Estado anunciou na tarde desta terça-feira (18) a construção de sete unidades da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), entre elas a de Maricá. Cada unidade contará aproximadamente 200 vagas, com oferta de cursos de acordo com a vocação de cada região.

Segundo o secretário de Ciência e Tecnologia, Leonardo Rodrigues, todas as novas unidades contarão, também, com os cursos tradicionalmente oferecidos pela rede – entre eles o de idiomas (inglês e espanhol), informática e auxiliar administrativo. Para Maricá, o secretário anunciou no último dia 12 de fevereiro, um curso para formação de mecânicos de manutenção de aeronaves.

“Em demonstração desta parceria com a cidade de Maricá quero anunciar a construção da Faetec voltada para área da tecnologia e para formação de mecânicos de manutenção de aeronaves. Sabemos da importância desta atividade e tenho certeza que esta escola terá os cursos 100% gratuitos”, disse o secretário.

Outras unidades

Sete novas unidades serão inauguradas na capital e no interior, até junho deste ano. Entre elas está uma em Campo Grande, bairro mais populoso da cidade do Rio; Angra dos Reis e Paraty, na Costa Verde; Maricá, na Região Metropolitana; Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense (será a terceira unidade da cidade); além de Cabo Frio e Rio das Ostras, na Região dos Lagos.

“No último ano, reabrimos 20 unidades e inauguramos outras seis. Mas ainda há muito para ser feito. Este ano, vamos começar com novas sete escolas. Para a maior parte delas, estamos comprando os prédios”, explicou.

Inscrições serão pela internet

As inscrições serão abertas pelo site da própria Faetec (www.faetec.com.br).  Com as novas instalações, a rede chegará a 147 unidades. Nenhuma delas terá ensino em tempo integral.
Oferecerão os cursos técnicos com duração média de seis meses nos turnos da manhã, tarde e noite. Os cursos estão sendo definidos de acordo com a demanda de cada região.

“A gente sempre faz uma pesquisa de mercado e consulta o empresariado da região. A profissionalização é importante, mas ocupar a mão de obra depois da qualificação também é”, justifica o secretário.

 

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.