Estado restringe circulação do transporte intermunicipal na Região Metropolitana

O decreto publicado pelo governador Wilson Witzel, na manhã desta terça-feira, restringe a circulação de ônibus regulares, fretamentos e transporte complementar, somente a Região Metropolitana.

De acordo com o governo, estes transportes somente poderão circular dentro da região restrita, ou seja, dentro da região metropolitana (22 cidades). A medida afeta linhas que fazem ligação com a Região dos Lagos, Região Serrana, entre outras.

Ainda segundo o decreto, as linhas para as demais regiões estão proibidas de circular por 15 dias, entre a Região Metropolitana e o interior.

O transporte intermunicipal realizado dentro da Região Metropolitana continuará sendo operado com os passageiros podendo ser transportados somente sentados, ou seja, com 50% de sua capacidade.

A medida foi tomada considerando que a maior parte dos casos da Covid-19 no estado está concentrada na Região Metropolitana.

Interestadual – Linhas interestadual para regiões que tenham casos confirmados de Covid-19 também estão proibidas por 15 dias.

Em nota, a Auto Viação 1001 explicou as medidas tomadas:

A Auto Viação 1001 informa que a partir dessa terça-feira, dia 17, as linhas interestaduais com origem ou destino ao Estado do Rio de Janeiro estão suspensas por 15 dias.

O mesmo acontece para as partidas da cidade do Rio de Janeiro e região Metropolitana com destino ao interior e região dos Lagos. As viagens com destino e partida entre região dos Lagos, Serra, Macaé e Norte Fluminense estão operando com 50% da disponibilidade.

Já os ônibus das linhas urbanas terão capacidade reduzida e somente irão operar com passageiros sentados. As medidas atendem ao decreto 46.973, publicado no Diário Oficial do Rio de Janeiro, e a portaria do Detro nº 1518 que visam o controle à pandemia do coronavírus.

A Auto Viação 1001 reitera que os pontos de higienização por álcool gel foram aumentados nas empresas e os cuidados com a limpeza dos ônibus estão sendo reforçados diariamente.

A empresa conta com a compreensão dos seus clientes, que podem remarcar suas passagens por um ano sem taxas, e recomenda que todos evitem neste momento os deslocamentos e cancelem suas viagens já planejadas, ou a realizem apenas em casos de extrema necessidade.

 

Notícias Relacionadas