Estudantes sofrem racismo em jogos universitários

Divulgação

Divulgação

Universitários que participaram dos Jogos Jurídicos em Petrópolis, na Região Serrana, denunciaram casos de racismo praticados pelos alunos de Direito da Puc-Rio contra estudantes da Uerj, UFF e da Universidade Católica de Petrópolis (UCP). O fato ocorreu no último final de semana e as denúncias viralizaram nas redes sociais.  

“Alguma coisa precisa ser feita. Exigimos respeito e não somente tirar a torcida dos jogos. Isso é pouco”, disse Jéssica Montezuma Coelho, de 21 anos, que faz Direito na Uerj.

Ainda de acordo com os relatos, uma aluna da PUC-Rio disse: “Olha para o meu rosto, você acha mesmo que eu vou ser presa?”. Outros estudantes da PUC-Rio também teriam jogado uma casca de banana nos atletas negros da UCP, chamaram uma aluna da UFF de macaca e ainda saíram do ginásio imitando macacos, em jogos de diferentes modalidades. 

Aluno de Direito e atleta da Uerj que estava na torcida contou que foi uma das vítimas: “Eles (alunos da PUC) vieram na minha direção e imitaram macaco. Chamei eles (sic) de racistas e eles ficaram rindo de deboche. Todo ano acontece algo do tipo, não é primeira vez”, disse Igor Júlio Coutinho de Almeida, de 22 anos.

Em resposta, a PUC-Rio informou através de nota, que “após tomar conhecimento pelas redes sociais, de informações sobre atos de racismo possivelmente ocorridos durante os Jogos Jurídicos, a Vice-Reitoria para Assuntos Comunitários e o Departamento de Direito da PUC-Rio decidiram constituir comissão disciplinar para averiguação das informações e, caso confirmada a veracidade, a apuração e individualização das responsabilidades de membros do corpo discente”.

Em outro trecho da nota, a instituição diz que “aproveita a oportunidade para reiterar o compromisso da PUC-Rio com os princípios que constituem a sua missão pedagógica e cidadã”. Com base nesses princípios, a PUC-Rio acredita “que o racismo, violência que ainda corrói a sociedade brasileira, deve ser enfrentado por medidas repressivas e inclusivas”.

 

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.