Rio de Janeiro,

terça-feira, setembro 28, 2021
spot_imgspot_img

Leia a nossa última edição #40

Estudo comprova eficácia das vacinas Pfizer e AstraZeneca contra variante indiana

Mais lidas

Um estudo liderado pelo Instituto Pasteur, da França, em parceria com outros centros de pesquisa, comprovou a eficácia das vacinas Pfizer e AstraZeneca contra a variante indiana da covid-19.

 A variante Delta ainda não está em ampla circulação no Brasil, mas já há casos que indicam transmissão comunitária em São Paulo. As vacinas Pfizer e AstraZeneca mostraram conseguir neutralizar bem o vírus mas apenas após a segunda dose.

Os cientistas avaliaram o desempenho do vírus contra anticorpos coletados de 162 pessoas que haviam tomado a vacina no intervalo regular, de 3 meses entre cada dose, além de desafiar quatro linhagens diferentes do vírus contra soro sanguíneo de indivíduos com histórico de infecção ou já vacinados, com uma ou duas doses. 

Além da delta (variante indiana), os testes também foram realizados usando as linhagens alfa e beta, variantes encontradas no Reino Unido e na África do Sul.Em todas as variantes, as vacinas responderam bem mas somente em indivíduos que haviam recebido a segunda dose.

O estudo serviu para acender um alerta para a população de como a imunização é eficaz no combate a doença e suas variantes. Os trabalhos estimam que a eficácia do imunizante da AstraZeneca seja de 60% contra a Delta, enquanto a da Pfizer seria de 88%. 

O estudo também mostra que mesmo se o individuo já teve covid-19, é importante se vacinar com as duas doses e não apenas com uma. O método que está usado em alguns lugares, pode funcionar contra algumas variantes do vírus, mas, como mostra o estudo, falha contra a Delta.

spot_img
spot_img

Últimas noticias