Ex-secretário estadual de Saúde Edmar Santos é preso

Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

Foi preso em casa na manhã desta sexta-feira (10) o ex-secretário de Estado de Saúde Edmar Santos. Agentes do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ) e da Delegacia Fazendária da Polícia Civil cumpriram mandados de busca e apreensão, além do mandado de prisão, em novo desdobramento da Operação Mercadores do Caos.

Edmar foi preso em seu endereço residencial, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. Outros mandados foram cumpridos também na residência de Edmar em Itaipava. Ele é investigado por suspeitas de irregularidades nos contratos de Saúde do RJ durante a pandemia de Covid-19, ele vai responder por peculato – corrupção cometida por funcionário público – e organização criminosa.

O MPRJ solicitou a prisão de Edmar pois ele poderia, caso permanecesse em liberdade, praticar obstrução de justiça. “Edmar pode adotar condutas para dificultar mais o rastreamento das verbas públicas desviadas, bem como destruir provas e até mesmo ameaçar testemunhas”, argumentou.

De acordo com o Tribunal de Contas do Estado (TCE), há suspeitas de fraudes em alguns contratos firmados sem licitação. Foram empenhados R$ 1 bilhão em contratos emergenciais firmados pelo Governo do Estado. Dentre esses contratos, estão os de compras compra de respiradores, oxímetros e medicamentos, além da contratação de leitos em unidades privadas de saúde.

Vale lembrar que Edmar teve, na última semana, a quebra de seu sigilo bancário decretado e o bloqueio de seus bens. Edmar deixou o comando da Secretaria de Estado de Saúde em maio após o atrasos e problemas nas entregas dos hospitais de campanha (em alguns casos, seguem sem entrega e/ou descontinuados e desmobilizados).

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.