Flamengo campeão e Juninho Pernambucano ameaçado de morte

O Flamengo conquistou mais uma Taça Guanabara (TB) neste domingo (18/02) após vitória por 2 x 0 em cima do time do Boa Vista, de Saquarema. A partida foi disputada em Cariacica (ES), já que o Maracanã está cedido para realização de shows. Esse é o 21º título da TB do rubro negro.

Mas, nem tudo foi tranquilo. A violência ainda assombra o futebol brasileiro. 

O ex-jogador Juninho Pernambucano enfrentou, neste fim de semana, xingamentos e ameaças de morte, principalmente com injúrias xenofóbicas. Por conta disso, o ídolo do Vasco se recusou a participar da transmissão de Flamengo x Boavista, pela final da Taça Guanabara, conquistada pelo Rubro-Negro.

Em seu Twitter, o ex-meia apontou algumas das ofensas que recebeu e ficou de fora da partida de domingo, onde seria comentarista. A principal motivação para os xingamentos foi a retaliação de Juninho à provocação de Vincius Jr contra o Botafogo.

“Lixo humano, vou te matar, tu é Paraíba, filho da p…, viado, vai chupar uma r… Foram só as pequenas coisas escritas pela torcida da massa para mim, do povo?As ameaças serão levadas à delegacia segunda. Não farei o jogo amanhã (domingo), pedi para não fazer. Onde estamos?”

Na ocasião, Juninho afirmou não ter gostado do ‘chororô’ da joia rubro-negra e criticou a postura do jogador. Algum tempo depois, torcedores do Flamengo relembraram momentos em que o pernambucano também provocou o clube, fazendo sinais clássicos de uma organizada cruzmaltina.

Violência

O fim de semana foi marcado por violência no futebol. No campeonato baiano, o clássico BaVi teve a partida finalizada antes dos 45 do segundo tempo por falta de jogadores em campo. Após uma briga generalizada, o time do Vitória (BA) teve cinco jogadores expulsos. No Mato Grosso do Sul, o atacante do Operário-MS, Jeferson Reis, espancou um dos gandulas no fim do jogo contra o Comercial-MS, no estádio Morenão.

Notícias Relacionadas