Frank Costa faz discurso duro na abertura dos trabalhos da Câmara de Vereadores de Maricá

A primeira sessão da Câmara de Vereadores de Maricá em 2018 foi marcada pelo forte discurso do vice-presidente da Casa, vereador Frank Costa (SD) que usou a tribuna para reclamar de perseguição política. Segundo Frank, “caráter, personalidade e dignidade não se compra na esquina, vem de berço”.

“Durante o recesso tive muito tempo para refletir sobre o ano de 2017 e pude avaliar como foi um ano de trabalho, realizações e aprendizado aprendi que durante a nossa caminhada na vida é certo que sempre estamos rodeados de amigos. Muitos amigos verdadeiros que estão ao nosso lado mesmo antes de chamarmos. Ocorre que por vezes, infelizmente, somos rodeados por pessoas que se dizem amigas, que dizem que estão lá para nos ajudar, quando na verdade só estão ao nosso lado para nos prejudicar. Mas não é prejudicar pela frente, falando na cara. Essas pessoas não têm coragem nem hombridade de falar na cara, de olhar no olho e dizer que não concorda com o que está acontecendo. São dissimuladas e mentirosas”, disse Frank.

O parlamentar foi duro com o colega vereador Bidi (PR) que denunciou o parlamentar ao Ministério Público por suposto uso da máquina pública em benefício eleitoral. 

“Como diz meu pai: caráter, personalidade e dignidade não se compra na esquina, vem de berço. Pautado nestes ensinamentos tenho a cabeça tranquila para olhar no olho de todos que me cercam e ter uma noite de sono sem nenhum peso na consciência por não prejudicar ninguém nunca”, afirma Frank.

O vereador continuou. “No ano de 2017 eu sofri uma denúncia no Ministério Público, que inclusive já foi respondida e, assim como outras, ficará comprovado que não passa de uma denúncia mentirosa, caluniosa. O que mais me surpreendeu foi saber a origem da denúncia mas, para isso, deixo uma frase que ouvi de um verdadeiro amigo. Cuidado com as más companhias, pois a mesma boca que te beija é a mesma boca que te escarra. Tenho certeza da justiça! Deus sempre se fez presente em todas as minhas batalhas e sei que com Ele eu nunca estarei sozinho! O Ministério Público está cumprindo o seu trabalho e tem todo o meu apoio, pois assim como eu, qualquer pessoa poderá ser questionada por seus atos, mas, mais uma vez, torno a dizer: Eu tenho a consciência tranquila em relação ao meu trabalho, pois trabalho para o povo”, finalizou Frank.

O vereador Bidi não se manifestou durante as acusações. 

Notícias Relacionadas