Governador nomeia arquiteta maricaense, Renata Gama, para Conselho de Tombamento

Renata também é a 1ª Arquiteta Urbanista concursada do município de Maricá - Foto: Redes Sociais

O governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, nomeou na última sexta-feira 16),a Arquiteta maricaense, especialista em Patrimônio Histórico, Renata Gama, como conselheira do Conselho Estadual de Tombamento do Estado do Rio de Janeiro. Renata também é a 1ª Arquiteta Urbanista concursada do município de Maricá, lotada na então Secretaria de Urbanismo.

Criado originalmente no Estado da Guanabara pelo Decreto-Lei Estadual nº 2, de 11 de abril de 1969, e regulamentado pela Lei nº 509, de 03 de dezembro de 1981, o Conselho Estadual de Tombamento tem como principal atribuição a proteção ao patrimônio cultural do Estado do Rio de Janeiro no que se refere a documentos, obras e locais de valor histórico, artístico e arqueológico, por meio de pareceres sobre Atos de Tombamento de bens de interesse cultural e pronunciamentos quanto a propostas de intervenção para os bens protegidos.

O CET é constituído de doze (12) membros, dos quais oito (8) são de livre nomeação do Governador do Estado e escolhidos entre pessoas de notório saber. Com mandato de seis (6) anos, fazem parte também desta composição o Diretor Geral do INEPAC, um representante do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Sobre Renata:

Renata de Souza Pereira Aymoré Araújo Gama é Arquiteta Urbanista, formada pela Escola de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal Fluminense no ano de 2003. Pós-graduada em Meio Ambiente pela Universidade Cândido Mendes em 2005. Aprovada no concurso público da Prefeitura Municipal de Maricá para o cargo de Arquiteta Urbanista no ano de 2007, empossada no ano de 2011, tornou-se a 1ª Arquiteta Urbanista concursada do município, lotada na então Secretaria do Ambiente e Urbanismo. Desde 2013 atua na Secretaria Municipal de Cultura como pesquisadora na área do Patrimônio Histórico – Cultural da cidade (natural e construído) e realiza diversas palestras e exposições sobre o tema, dentro e fora da Instituição. Cofundadora e membro da diretoria do Instituto Histórico e Geográfico Itaborahyense (IHGI), como Chanceler, nos biênios 2017-2019 e 2019-2021. Pesquisadora dos Patrimônios Histórico-Culturais (Natural e Construído) da região Leste Fluminense, RJ. Integra a equipe de colunistas responsáveis pelos artigos sobre a história e as memórias da cidade de Maricá / RJ, na Revista MARICÁ JÁ, desde 2012. Paralelamente ao serviço público, atua como arquiteta autônoma desenvolvendo projetos de arquitetura residencial, comercial, institucional e paisagística, nos municípios de Niterói e Maricá. Fotógrafa.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.