Governo acaba com exigência de firma reconhecida

O governo federal baixou esta semana o decreto n° 9094, que dispensa o reconhecimento de firma e a autenticação de documentos produzidos no país que venham a ser apresentados a órgãos do poder executivo federal. O decreto propõe também a integração com os estados, municípios e outros poderes visando à simplificação dos serviços públicos.

Os cartórios cobram pelo reconhecimento de firma por semelhança R$ 7,24 e por autenticidade R$ 7,44. Já para autenticar documentos, o custo é de R$ 7,45.

Hoje a Justiça e a grande maioria das repartições públicas estaduais e municipais exigem a firma reconhecida e a autenticação dos documentos, criando mais burocracia, perda de tempo e custo para o contribuinte.

Notícias Relacionadas

 

 

 

 

 

 

 

ID do anuncio invalido ou não publicado.