Grandes laboratórios são alvos de fiscalização do Procon

Laboratórios Procon Foto: Diculgação/Procon-RJ

Após denúncias apontarem que empresas de análises clínicas estariam demorando 10 dias para marcar o teste, quando realizado através de plano de saúde, agentes do Procon Estadual do Rio de Janeiro fiscalizaram quatro laboratórios que realizam exame diagnóstico de covid-19 (sorologia e PCR) para averiguar os procedimentos adotados. Os laboratórios Richet, Sérgio Franco, Bronstein e Felippe Mattoso, localizados em Botafogo, foram fiscalizados.

A operação foi deflagrada para verificar em que prazo os exames de sorologia e PCR estão sendo marcados, se os laboratórios fazem o diagnóstico pelo convênio e se a agenda para exames realizados através do plano de saúde ou particular é a mesma.

No Bronstein e no Sérgio Franco, os fiscais identificaram que o prazo mais próximo para agendamento dos exames de sorologia e PCR é de 04 dias. Já no Richet, o consumidor só consegue agendamento para 5 dias. Enquanto no Fellipe Mattoso, os exames são agendados para o mesmo dia.

Todos os estabelecimentos fiscalizados realizam os exames pelos planos de saúde, porém a marcação só é realizada após a autorização dos mesmos. Os laboratórios relatam que os convênios estão realizando a autorização em até 72h. As constatações serão encaminhadas para o departamento jurídico do Procon-RJ,  que irá analisar se as normas da ANS estão sendo cumpridas.

Locais fiscalizados:
1) Bronstein – Rua Marquês de Olinda, 10, Botafogo
2) Fellipe Mattoso – Rua Bambina, 56, Botafogo
3) Richet – Rua Sorocaba, 477, Botafogo
4) Sérgio Franco – Rua Sorocaba, 464, Botafogo

Notícias Relacionadas